Cultura

LITERATURA

Ignácio de Loyola Brandão ganha Prêmio Machado de Assis

O escritor paulistano Ignácio Loyola Brandão foi vencedor nesse ano do Prêmio Machado de Assis, entregue pela Academia Brasileira de Literatura. O prêmio foi concedido em homenagem ao conjunto de sua obra, que conta com 42 livros de contos, crônicas, literatura infanto-juvenil e romances, traduzidos para mais de dez idiomas.

sexta-feira 22 de julho de 2016| Edição do dia

Este é o primeiro ano que a ABL entrega o prêmio neste formato. Ela concedia, até 2015, prêmios em várias categorias literárias. A partir deste ano, passa a unificar apenas no Prêmio Machado de Assis, sempre em homenagem ao conjunto da obra do vencedor.

Loyola Brandão começou sua carreira literária em 1965 com o lançamento do livro de contos Depois do Sol. Entre alguns dos seus mais importantes romances estão Zero, publicado durante a ditadura e proibido um ano depois, e Não verás país nenhum, romance distópico sobre o Brasil.

Um dos nomes mais proeminentes da Geração 70. O escritor fez questão de dividir a honraria com seus contemporâneos:

“Estou aqui acabando de receber a notícia, meio trêmulo, mas quero dizer que no fundo este é um prêmio para a minha geração. Para todos aqueles que a partir dos anos 1970 saíram pelo Brasil, foram para escolas, faculdades, teatros, igrejas, centros acadêmicos, falando sobre literatura, processo de criação, censura e ditadura e resistência.”




Tópicos relacionados

cultura   /    Literatura   /    Cultura

Comentários

Comentar