TERCEIRIZAÇÃO

Hospital Mãe de Deus (RS) demite 350 trabalhadores para substituir por terceirização

O Hospital Mãe de Deus em Porto Alegre-RS anunciou hoje (4) a demissão de 350 funcionários nos postos de nutrição e limpeza. A medida também vale para o Hospital Santa Ana, ambos de referência na região. Os trabalhadores demitidos serão substituídos por trabalhadores terceirizados de grandes empresas, entre elas, Sodexo e Manserv.

quarta-feira 5 de setembro| Edição do dia

Semelhante ao processo que está ocorrendo na Latam, as empresas afirmaram que não pode contratar os mesmos funcionários, pois há uma regra que impede que os mesmos trabalhem por mais de 18 meses no hospital, o que significa que 350 pessoas ficarão sem emprego por conta da mudança. A precarização dos serviços de saúde tem aumentado em grande escala, resultado direto de uma lógica neoliberal aplicada à saúde que leva à extrema precarização do SUS, o fechamento de diversos hospitais e, nos que se mantém, a mão de obra terceirizada entra com força.

As empresas terceirizadas têm lucros altíssimos em detrimento da saúde e das condições de trabalho dos funcionários, de acordo com pesquisa da UFSC entre 2012 e 2016 foram registrados 704 mil acidentes na iniciativa privada sendo que oito em cada dez acidentes aconteceram entre os trabalhadores terceirizados. Esses números são comprovantes das condições de trabalho e segurança as quais os terceirizados estão submetidos e escancaram o quanto as empresas rifam a saúde e a segurança dos trabalhadores por maiores lucros. De acordo com pesquisas do Dieese a partir dos dados de 2013 do Ministério do Trabalho os terceirizados trabalham em média três horas a mais por semana que os contratados e recebem salário, em média, 25% menores.

Estas condições atingem com tudo a área de saúde e resultam em condições instáveis de trabalho e atendimento, no caso do Hospital Mãe de Deus o quadro é agravado com a demissão de 350 funcionários de seus postos de trabalho. Esta notícia vem na semana em que foi aprovada a terceirização irrestrita no STF, os ataques dos governos golpistas atingem diretamente a classe trabalhadora e colocam a mostra um modelo de país que vêm se desenvolvendo desde os governos petistas onde houve um aumento nunca visto no número de terceirizados.




Tópicos relacionados

Demissão   /    Terceirização

Comentários

Comentar