RACISMO

Homem negro é acusado de furto e humilhado por seguranças racistas de loja de calçados

Mais um caso de racismo no Rio de Janeiro, onde um homem negro foi acusado de furto pelos seguranças de uma loja de calçados em Duque de Caxias, município do Rio de Janeiro, em plena semana do dia da consciência negra. Mesmo com a nota fiscal em mãos, os seguranças o revistaram e humilharam no meio do shopping.

segunda-feira 23 de novembro de 2020| Edição do dia

Reprodução/Record TV Rio

"Eles me abordaram dizendo que eu tinha roubado um par de tênis.
Eu estava com a nota na mão justicando para eles que eu não era ladrão", disse Fernando Silva dos Santos, após ser abordado por três seguranças logo após ter comprado uma mochila numa loja de calçados.
Mesmo com a nota em mãos e os esforços para comprovar que não tinha cometido o roubo, os funcionários do local insistiram que Fernando abrisse a mochila, no qual jogaram tudo que tinha dentro no chão em frente à loja.

Tudo isso foi filmado por pessoas que passavam pelo local e pararam pra prestar ajuda ao rapaz que depois de tantos esforços passou mal e chegou a desmaiar na calçada da loja.

Mais um fato que escancara o cotidiano humilhante dos trabalhadores e da juventude negra no país que nas vésperas do dia 20 de novembro, dia da consciência negra, se chocaram com a cena dos seguranças do Carrefour e de um policial à paisana assassinando Beto a sangue frio no estacionamento do mercado.

Enquanto o vice presidente Mourão diz abertamente que não existe racismo no Brasil, vemos cenas como a do Beto e agora a de Fernando que escancaram a cara mais dura e mais tenebrosa do capitalismo que lucra com a humilhação, o massacre e o assassinato do povo negro.

É preciso tomar nas nossas mãos a fúria do povo negro que arderam em chamas os EUA nos últimos meses e que mostram a importância das mobilizações que ocorreram por todo o país, apontando que fortalecer os atos é o unico caminho pelo qual é possível impor justiça e enfrentar o racismo e o capitalismo que ceifa vidas negras todos os dias.

O Esquerda Diário, do Quilombo Vermelho e do MRT se solidariza a cada negro que já se sentiu humilhado pelas mãos do capitalismo, junto ao racismo e faz um chamado a todos, negros e brancos, juventude e trabalhadores a somar nestas batalhas para dar um basta a esse sistema de miséria.

Matéria realizada com informações do Portal R7




Tópicos relacionados

VIDAS NEGRAS IMPORTAM   /    Black Lives Matter   /    Racismo   /    negras e negros   /    Nossas vidas valem mais que o lucro deles   /    Racismo   /    Rio de Janeiro   /    [email protected]

Comentários

Comentar