Sociedade

VIOLÊNCIA CONTRA A POBREZA

Homem em situação de rua é queimado enquanto dormia em Brasília

quarta-feira 27 de junho| Edição do dia

Alessandro, homem em situação de rua, foi incendiado vivo enquanto dormia no Setor Bancário Norte, em Brasília, por volta de 2h20 da madrugada de segunda-feira, 26. O vigilante de um prédio próximo chamou o Samu ao ouvir os pedidos de socorro de Alessandro.

Ao chegar, o Samu encontrou o homem se mexia no chão se protegendo das chamas, que o deixaram com queimaduras de primeiro e segundo graus, provocado com uso de tiner.

Ele foi levado para o Hospital Regional da Asa Norte (Hran) e pode sobreviver apesar de queimaduras em até 12% das pernas. Em Brasília, outros casos do tipo marcaram a violência contra a pobreza na cidade, como o caso de Galdino, um indígena que morreu queimado vivo na rua em 1997 por um crime de ódio também étnico.

A violência contra os pobres, em especial para os que não tem direito a viver minimamente quando lhes é negado o direito a um salário, é sintoma da decadência da miséria social provocada pelas relações capitalistas, que em momentos de crise gera contradições ainda mais expostas e respostas reacionárias, odiosas e desumanas como a higienização social por meio da violência (em sua grande parte proporcionada pelo próprio Estado através das policiais).




Tópicos relacionados

moradores de rua   /    Sociedade   /    Brasília

Comentários

Comentar