Mundo Operário

CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE NA USP

Hoje não é dia de pagamento

Nani Figueiredo, trabalhadora da USP faz um chamado à solidariedade aos trabalhadores da USP que terão novamente seus salários cortados por exercerem o direito de greve.

quinta-feira 4 de agosto| Edição do dia

Hoje é dia de pagamento.

Para alguns, dia de ir ao banco, pagar suas contas, saldar as suas dívidas. Porém, para centenas de trabalhadores da USP que tiveram os seus salários cortados de maneira covarde pela Reitoria, é dia de desesperar-se. É dia de olhar o seu holerite e confirmar que não há dinheiro para pagar suas contas, ou sequer para suprir as mínimas necessidades de suas famílias.

Esses trabalhadores foram punidos covardemente por posicionarem-se na luta contra o desmonte da Universidade, por exigirem que todos os direitos conquistados através da luta dos trabalhadores, como as Creches, bandejões universitários e HU (hospital universitário), não fossem simplesmente destruídos. Para esses trabalhadores, que são verdadeiros heróis, não há como fornecer as suas famílias o básico para o seu sustento.

O Reitor Zago, na sua ânsia de implementar o seu pacote de desmonte e destruição da Universidade Pública, há três meses usurpa dos trabalhadores o direito de alimentar as suas famílias, pagar os seus aluguéis, comprar remédios, pagar pensão alimentícia de filhos. Os trabalhadores não têm sequer dinheiro para pagar transporte para trabalhar. Mas, se hoje para essas centenas de trabalhadores e trabalhadoras não é dia de pagamento, para nós que junto com eles lutamos por essa Universidade e pelo respeito às conquistas dos trabalhadores, é dia de aumentarmos o nosso apoio à esses companheiros e companheiras. Dia de aumentarmos a nossa solidariedade doando para o Fundo de Solidariedade do Sintusp, a fim de auxiliar os trabalhadores que estão há três meses sem salário.

Vamos doar para o fundo e mostrar para o Reitor que maior que a covardia dele é a nossa vontade de continuarmos na luta constante a favor da Universidade. Vamos participar da Campanha " 3% do salário aos lutadores" para ajudar àqueles que tiveram os seus salários confiscados.

BANCO DO BRASIL
AGÊNCIA 7068-8
CONTA POUPANÇA 5.057-1 (Variação 51)

Toda solidariedade aos lutadores!
Não tem Arrego!




Tópicos relacionados

Luta contra ajustes na USP   /    USP   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar