Sociedade

VIOLÊNCIA POLICIAL

"Hoje minha sobrinha, ontem Maria Eduarda, amanhã quem?" diz tia de menina morta no RJ

quarta-feira 5 de julho| Edição do dia

Vanessa, 11 anos, foi baleada na cabeça e morta na sua casa, na região conhecida como Boca do Mato no final da rua Aquidabã com a Rua Maranhão no bairro Lins, Zona Norte do Rio de Janeiro. Morava com a família na favela Camarista Méier. Abaixo reproduzimos vídeo do Jornal Extra da tia de Vanessa ao saber sobre a morte da sobrinha

Para Carolina Cacau, estudante da UERJ e professora da rede do estado, moradora do bairro Lins de Vasconcelos: "Passei a tarde inteira ouvindo muitos tiros, e isso tem ocorrido semanalmente. É cada vez mais gritante a violência absurda no Rio e tantas mortes de moradores e jovens negros nas favelas. A polícia e o Estado justificam essa operações com a guerra as drogas, mas sabemos a hipocrisia que é pois os grandes traficantes e a polícia seguem enriquecendo as custas de tantas mortes como a da menina Vanessa. Essa violência é fruto também da retirada de direitos e ataques aos serviços sociais da população, e da miséria que Pezão e o governo Temer nos submetem com o desemprego e reformas. Não vamos aceitar essa realidade, e que os empresários, os políticos e policiais sigam enriquecendo as custas da retirada da vida da juventude e crianças, mulheres e idosas nas favelas. Não vamos mais aceitar essa realidade, nossas vidas valem mais que seus lucros!"

VEJA TAMBÉM Rio de Janeiro tem 220 tiroteios com 12 mortos em uma semana

Foto: redes sociais; Vanessa e o irmão Ygor




Tópicos relacionados

Rio de Janeiro   /    Sociedade   /    Violência Policial   /    Negr@s

Comentários

Comentar