Gênero e sexualidade

LANÇAMENTO

História da luta das mulheres trabalhadoras no Brasil é tema de novo livro

Lançamento do livro “Mulheres em Luta: A outra metade da história do direito do trabalho” ocorrerá no dia 29 de Setembro, na Faculdade de Direito da USP.

quinta-feira 28 de setembro| Edição do dia

A obra, de autoria de dezenas de juristas e ativistas das lutas das mulheres e da classe trabalhadora, trata da história de luta das mulheres trabalhadores em diferentes períodos da história brasileira. "O livro é fruto do esforço coletivo dos membros do Grupo de Pesquisa Trabalho e Capital, depois de um semestre dedicados aos estudos de gênero e trabalho, com o intuito de tornar visível a presença das trabalhadoras nas lutas por melhores condições de vida ao longo de toda a história do Brasil”, conta Regina Stela Corrêa Vieira, organizadora do livro, ao lado do professor e juiz do trabalho Jorge Luiz Souto Maior.

“Queríamos sair do lugar-comum dos livros que contam uma história do Direito do Trabalho linear e pretensamente universal, desconsiderando as complexidades de nossa sociedade. Assim, gostaríamos que a obra contribuísse para desafiar narrativas estereotipadas, como a ideia de que as mulheres só ocuparam o espaço público a partir dos anos 1970, afirmação de viés classista e racista que ignora uma porção grande de mulheres que trabalham em nosso país desde os tempos coloniais. Seu lançamento neste momento me parece bastante importante por se encaixar em um projeto do nosso grupo de refutar a história contada pelos vencedores e encontrar registros das mobilizações daquelas e daqueles relegados à subalternidade", completa a autora.

O lançamento ocorrerá em meio ao [III Encontro da RENAPEDTS ← http://www.esquerdadiario.com.br/Encontro-reunira-mais-de-300-juristas-e-pesquisadores-contra-retrocesso-no-Direito-do-Trabalho], e deve contar com a participação de pesquisadores e lutadores de todo o país.

"Tive o prazer de participar de todo o estudo e debate que resultou nessa excelente obra, e me alegra muito estar entre tantas companheiras e companheiros de valor que contribuíram para esse livro. Ele é sem dúvida uma ferramenta valiosa na luta das mulheres e do conjunto da classe trabalhadora contra a exploração e a opressão com que a classe dominante busca nos dividir", diz Diana Assunção, fundadora do Grupo de mulheres Pão e Rosas e Diretora de Base do Sindicato dos Trabalhadores da USP.

Veja [aqui ← https://www.facebook.com/events/293327151144051/] o evento do lançamento no Facebook.

E conheça abaixo o sumário completo do livro:

I. A HISTÓRIA DAS MULHERES NO BRASIL COLONIAL
Débora Antoniazi Del Guerra
Jorge Luiz Souto Maior
Leila Giovana Izidoro
Mariana Benevides da Costa
Paulo Fernando Nogueira Cunha
Sarah R. Vieira

II. MULHERES NA LUTA: PRIMEIRA REPÚBLICA
Laura Nazaré de Carvalho
Gustavo Seferian Scheffer Machado
Giovana Labigalini Martins
Luana Duarte Raposo
Victor Emanuel Bertoldo Teixeira

III. LUTAS DAS TRABALHADORAS NO PERÍODO DE 1930 A 1945 NO BRASIL
Carla Beladrino Rusig
Gabriel Facundini
Marina Carvalho Marcelli Ruzzi

IV. TRABALHADORAS BRASILEIRAS NO PERÍODO ENTRE 1950 E 1964
Adriana Regina Strabelli
Giovanna Maria Magalhães Souto Maior
Patricia Maria Di Lallo Leite do Amaral
Regina Stela Corrêa Vieira

V. DITADURA CIVIL-MILITAR NO BRASIL: O PROTAGONISMO DAS MULHERES NOS ESPAÇOS POLÍTICOS
Alana de Mendonça Ramos
André Queiroz Barbeiro Lima
Irene Jacomini Bonetti
Sofia Jardim Carvalho
Thamíris Evaristo Molitor

VI. REDEMOCRATIZAÇÃO: AS MULHERES E A CONSTITUIÇÃO DE 1988
Ana Carolina Bianchi Rocha Cuevas Marques
Felipe Gomes da Silva Vasconcellos
Gabriel Franco da Rosa Lopes

VII. A CONDIÇÃO DA MULHER TRABALHADORA ENTRE OS GOVERNOS COLLOR E FHC
Flávia Maria Gomes Pereira
Lara Porto Renó
Patrícia Maeda

VIII. A LUTA DAS MULHERES NO PERÍODO DO LULISMO
Dandara Corrêa Freitas de Medeiros
Gabriella Fontes
Juliana Giacovone Filgueiras
Marina Caboclo Peres
Victor Serino

IX. HISTÓRIA DO DIREITO, ABORDAGENS FEMINISTAS E O DESAFIO DA EXCLUSÃO: LIÇÕES DO CASO ESTADUNIDENSE
Mariana Prandini Assis

X. A FACE FEMININA DO TRABALHO PRECÁRIO NO BRASIL: EXPERIÊNCIAS DE GREVES E LUTAS OPERÁRIAS
Diana Assunção

XI. DIREITOS HUMANOS PARA QUEM? A INTERSECCIONALIDADE COMO INSTRUMENTO PARA O USO EMANCIPATÓRIO DOS DIREITOS HUMANOS
Isadora Brandão Araujo da Silva

XII. TRÂNSITO DE GÊNERO E PRECARIEDADE NO MERCADO DE TRABALHO: MUITO ALÉM DA QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL
Anna Paula Vencato
Regina Stela Corrêa Vieira




Tópicos relacionados

Mulheres   /    Direitos Trabalhistas   /    História   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar