×

TRIBUNA ABERTA - ABAIXO OS CORTES | História da UFPE adere à paralisação contra os cortes das bolsas PIBID

Em setembro, os alunos bolsistas que integram o PIBID (Programa de Bolsas de Iniciação à Docência) e o Residência Pedagógica, estão sem receber suas bolsas. Tal processo ocorreu por causa dos novos cortes realizados na educação e na ciência, que são parte de ações contínuas do governo vigente.

quinta-feira 21 de outubro | Edição do dia

Em setembro, os alunos bolsistas que integram o PIBID (Programa de Bolsas de Iniciação à Docência) e o Residência Pedagógica, estão sem receber suas bolsas. Tal processo ocorreu por causa dos novos cortes realizados na educação e na ciência, que são parte de ações contínuas do governo vigente. Esses futuros professores/pesquisadores estão tendo suas vidas prejudicadas, pois muitos têm a bolsa como única fonte de renda ou como parte importante dela.

Devido ao não pagamento, o nosso coordenador do PIBID (História - UFPE), professor Arnaldo Szlachta Junior junto aos demais supervisores, deu a ideia de suspendermos as atividades temporariamente até a normalização da situação, como forma de protesto, com a qual nós bolsistas concordamos e seguimos paralisados desde o dia 14 de outubro.

Não é justo que o trabalho seja continuado se não estamos recebendo a bolsa, que é um direito - o que deve ser destacado, na medida que não está sendo pedido nenhum favor. E vale salientar que todo o atraso promove uma interrupção num processo de construção, de troca, que vinha sendo realizado com os alunos. Consequentemente, interfere no nosso desenvolvimento profissional, fruto da importância que o PIBID exerce na formação inicial docente.

É preciso que seja aprovada a PL nº 17/2021 para que essas bolsas sejam pagas e as atividades retomadas, mas os políticos responsáveis por tal função não estão se mobilizando tanto quanto deveriam para a aprovação da mesma, que, aliás, já deveria ter sido feita. E é crucial pontuar que não é um simples descaso, mas representa o andamento do projeto do desmonte das instituições públicas, da educação pública.

Diante desse cenário, alguns alunos se prontificaram em relatar, anonimamente, sobre o impacto gerado pelo atraso do pagamento das bolsas em suas vidas e rotinas, evidenciando problemas comuns que afligem 60 mil estudantes pelo país.

Relato 1: “O atraso da bolsa impactou diretamente a minha organização financeira, uma vez que eu tive cartões bloqueados, multas por atraso de alguns pagamentos como internet etc, e tive que recorrer a família pra conseguir dinheiro emprestado pra arcar com a despesa da internet, pois dependo dela pra estudar bem como de um dos cartões, pois aqui em casa usa-se ele como cartão principal. Está sendo um pesadelo.

Relato 2: “Sou do interior do estado e minha permanência na universidade é garantida a partir das bolsas que recebo, sendo a do PIBID uma das mais importantes. Com o atraso no pagamento minha organização financeira foi muito impactada, pois, contava com ela para garantir o pagamento de coisas essenciais para a sobrevivência e permanência na universidade, como aluguel, comida e materiais de estudo. Espero que o quadro seja revertido o mais breve possível.

Relato 3: “Como dependo 100% do valor da bolsa para custear qualquer gasto pessoal, o atraso da bolsa impossibilitou o pagamento do médico ao qual venho sendo acompanhada, algumas despesas de casa, e mobilidade na cidade, já que também pago as passagens de transporte público.

Relato 4: “Eu uso o valor da bolsa para pagar contas e ajudar em casa. A bolsa tem me ajudado muito com as despesas, as minhas próprias e as da minha casa, ajudo minha mãe com esse dinheiro. O atraso atrapalhou que eu pague as contas, coisas que pago todo mês, como o guarda-roupa que comprei à prestação. É um valor que não posso abrir mão de jeito nenhum e é um direito, afinal de contas sou bolsista pibid. Preciso muito que a situação se regularize ou não terei condições de arcar com o que preciso. Eu já estava dormindo mal, mas essa preocupação me toma todos os dias, não consigo dormir pensando que a data para pagar as coisas está chegando e não vou ter condições de pagar. Sempre fui muito certinha com minhas contas, então tô mais agoniada ainda.

O Esquerda Diário está recebendo depoimentos de bolsistas que estão sofrendo com o não pagamento do seu trabalho e colocando suas forças à serviço de fortalecer esta luta.

Também pode te interessar: https://www.esquerdadiario.com.br/Pagamento-das-bolsas-segue-sem-previsao-E-urgente-unir-bolsistas-estagiarios-e-residentes


Temas

UFPE    Pernambuco    CAPES    CNPQ    PIBID    Educação



Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias