Sociedade

ANIVERSÁRIO

Há 36 anos se transmitia pela primeira vez Cosmos: uma viagem pessoal, de Carl Sagan

Em 28 de Setembro de 1980 se transmitia pela primeira vez a série "Cosmos: uma viajem pessoal”. Foi escrita e protagonizada pelo astrofísico e divulgador cientifico Carl Sagan, com o objetivo de promover o interesse e o desenvolvimento da ciência.

quinta-feira 29 de setembro| Edição do dia

“O cosmos é tudo que existe, todo que existiu e tudo o que algum dia existirá. A contemplação do cosmos nos comove. É como um formigamento na coluna vertebral e na voz. Uma fraca sensação, como a lembrança distante de cair lá do alto.”

Assim como há 36 anos Carl Sagan nos submerge a uma viajem de 13 episódios. Nesta história da “empresa científica”, seus descobrimentos e sua evolução ao longo dos séculos ocuparam o centro da cena na hora de narrar os acontecimentos do passado, do presente e os desafios que depararemos no futuro.

O carisma e a didática de Sagan para transmitir conhecimento tem feito de Cosmos uma obra que marcou o antes e o depois na história da divulgação cientifica. Guiada por um próprio apresentador junto a Ann Druyan e Steven Soter, a série foi transmitida em 60 países e foi vista por ao menos 400 milhões de pessoas.

O estudo do cosmos, uma viajem de autoconhecimento

Cosmos é uma serie que busca dar respostas a perguntas simples como: Onde estamos? De onde viemos? Como chegamos até aqui? Para isso se tem valido de ferramentas inovadoras para explicar certos processos cosmológicos na historia do universo. Para começar nos localizou no tempo e espaço através de um calendário cósmico e nos tem feito viajar por galáxias, nebulosas, estrelas e planetas através da famosa “nave da imaginação”.

A organização e composição do universo, da Via Láctea e as coordenadas da Terra dentro do sistema solar formam parte do menu de entrada com que Sagan busca explicar como se desenvolve e evolui a vida em nosso planeta.

O conhecimento, as expedições espaciais e a Terra

Uma das qualidades mais destacáveis da série é seu caráter epistemológico. O processo de como foi construindo e como foi evoluindo o conhecimento cientifico esta contemplado nas continuas postagens históricas que partem desde a Antiga Grécia com o nascimento da ciência. A consolidação do método cientifico sobre o misticismo, as pseudociências assim como o papel regressivo da igreja nos avanços do conhecimento humano, são algumas das discussões que vão se desenvolvendo com o decorrer dos capítulos.

A expropriação espacial causada pelas expedições da Voyager, as naves Vikings e o lançamento do programa SETI para a busca de vida inteligente no espaço são os exemplos tomados por Carl Sagan para fundamentar a necessidade de conhecer, descobrir e interpretar a porção do espaço onde pertence a Terra. Quais foram as possíveis condições que permitiram o desenvolvimento da vida, assim como os perigos que está sujeito o planeta (fundamentalmente a emissão de gases do efeito estufa) são outro os fatores que motivam esta busca.

Cosmos é a bem sucedida tentativa de aproximar milhões de pessoas da ciência. Sua vigência e o entusiasmo de Carl Sagan é o único que permanece constante no tempo ante a volatidade dos contínuos avanços técnico-científicos que se tem produzido desde a sua transmissão.

“A ciência não é perfeita. Com frequência é mal utilizada. Não é mais que uma ferramenta, mas, ainda assim, é a melhor ferramenta que temos. se autocorrige, sempre está evoluindo e pode se aplicar a tudo. Com está ferramenta conquistamos o impossível. Carl Sagan”




Tópicos relacionados

Sociedade   /    Cultura

Comentários

Comentar