Política

Grupos bolsonaristas negam que holocausto tenha ocorrido sob nazismo

Após a Embaixada da Alemanha no Brasil ter publicado um vídeo que viralizou, grupos bolsonaristas afirmaram que o nazismo foi um movimento de esquerda e negam o holocausto.

segunda-feira 17 de setembro| Edição do dia

Após a Embaixada da Alemanha no Brasil ter publicado um vídeo que viralizou, grupos bolsonaristas afirmaram que o nazismo foi um movimento de esquerda e negam o holocausto. Publicado para divulgar a história da Alemanha, o vídeo informa que os alemães “são ensinados a confrontar os horrores do holocausto” - genocídio em massa de cerca de seis milhões de judeus pelo regime nazista. A extrema direita, no entanto, questionou o vídeo e afirmou que o nazismo foi uma ideologia de esquerda porque o partido de Adolf Hitler se chamava Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães.

Ignorando diversos outros exemplos históricos de regimes autoritários como ocorreu na Itália e em países sul-americanos nos anos 1960 e 1970, grupos bolsonaristas argumentam absurdamente que a centralização de poder de Hitler era típica de esquerda e negam o extermínio dos judeus. Alguns deles, nas redes sociais, chegaram a se referir ao holocausto como holofraude, defendendo a inexistência histórica do nazismo.

O vídeo cita o ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Heiko Mass, que afirma que “Devemos nos opor aos extremistas de direita, não devemos ignorar, temos que mostrar nossa cara contra neonazistas e antissemitas”. Além disso, após os ataques absurdos ao vídeo, o perfil da Embaixada da Alemanha no Brasil rebateu e disse que o “holocausto é um fato histórico, com provas e testemunhas que podem ser encontradas em muitos lugares da Europa”. Até o último domingo (16), o vídeo teve 680 mil visualizações e 11 mil compartilhamentos.




Tópicos relacionados

Nazismo   /    Bolsonaro   /    Política

Comentários

Comentar