REACIONARISMO NA INTERNET

Grupo pró-Bolsonaro destila preconceito contra mulheres na internet

Em página chamada “Time Bolsonaro” os posts tentam atacar o movimento que cresce nas redes sociais com a hashtag #elenão destilando comentários, fotos e publicações machistas e misóginas.

quinta-feira 20 de setembro| Edição do dia

A foto da capa é uma das postagens machistas da página “Time Bolsonaro”. Defendendo o reacionário candidato do PSL, os administradores expões mulheres por atributos físicos diferenciando das que votam em Bolsonaro, que tentando ridicularizar as que compartilham a hashtag #elenão.

Depois do movimento espontâneo de mulheres que criaram um grupo chamado “mulheres contra Bolsonaro” com mais de 2 milhões de participantes o movimento contra Bolsonaro nas redes vem crescendo. A direita em um ato de desespero hackeou a página, que inclusive já está sendo investigado pelo Ministério Público da Bahia.

Os ataques às mulheres vem desde as declarações machistas e misóginas de Bolsonaro, que incentiva a criação de páginas com o mesmo teor preconceituoso. Associam as mulheres à “feministas gordas, que não se depilam” (mensagens da própria página).

Repudiamos veementemente tal preconceito que tenta calar mulheres que se organizam no Brasil inteiro para atos massivos no dia 29.




Tópicos relacionados

Eleições 2018

Comentários

Comentar