Política

Grupo de bolsonaristas queima máscaras na Alesp: “Vamos queimar essa focinheira!”

Seguidores do presidente foram à Alesp protestar contra o que chamaram de "fraudemia", queimando suas máscaras, chamadas de "focinheiras". Doria chamado de "nazista comunista", e a dita "vacina chinesa" também foram objetos de protesto.

terça-feira 27 de outubro| Edição do dia

Um risível grupo de bolsonaristas decidiu protestar na Alesp queimando suas máscaras aos gritos de "fora nazista comunista" em referência ao governador e rival de Bolsonaro, João Dória, além de protestar também contra a dita "vacina chinesa".

Não fosse o registro dos próprios "manifestantes" o protesto teria passado totalmente desapercebido. No vídeo além dos gritos mencionados também é possível ouvir outras pérolas do negacionismo bolsonarista, como “fora pandemia, ‘fraudemia’” e “Seu comunista miserável, olha aqui!”.

Apesar de minúsculo, o protesto é bastante representativo da postura negacionista com que Bolsonaro contamina seus apoiadores. Até mesmo o simples uso das máscaras, comprovadamente eficazes contra a propagação do vírus, atiça a raiva desse setor. Por isso, não é de se surpreender a gritaria contra a "vacina chinesa", que ainda está em fase de testes, mas vem sendo usada de forma demagógica por Doria para se contrapor a Bolsonaro.

Pode te interessar: Contra Bolsonaro e Doria, defendemos a vacina gratuita para todos que queiram




Tópicos relacionados

bolsonarismo   /    Jair Bolsonaro   /    João Doria   /    Política

Comentários

Comentar