Política

REFORMA POLÍTICA

Nessa semana governo quer aprovar Reforma Política que retira a esquerda das eleições

A Câmara de Deputados colocará em pauta esta semana a parte da Reforma Política, faltando menos de um mês para terminar o prazo para alterar as regras para a eleição de 2018.

segunda-feira 18 de setembro| Edição do dia

A Câmara liderada pelo golpista Fufuca (PP), irá pautar nesta semana (19 e 20) a parte da Reforma Política que cria uma cláusula de barreira e põe fim às coligações proporcionais. A pressa dos golpistas em aprovar o projeto que visa retirar a esquerda das eleições se dá pelo prazo de um ano antes da próxima eleição.

A votação ainda terá de se dar em duas sessões, tanto na Câmara, quanto no Senado. Com o curto prazo, a agenda do governo fica ainda mais turbulenta, dado que tem enfrentado dificuldades em aprovar este ataque contra os trabalhadores.

Entenda como afeta os trabalhadores aqui

No Senado, o projeto que visa criar um fundo com dinheiro público para financiar campanhas será debatido também esta semana. Com o prazo encurtado, irão votar o Fundo Partidário para enriquecer ainda mais os partidos corruptos.

Tal é a pressa da aprovação dos ataques vindos da Reforma Política que está em discussão o adiamento da apuração das denúncias de Janot contra Temer. Ainda mais num momento em que o governo enfrenta dificuldades em formar uma base suficiente para conseguir passar esta reforma.

Pode te interessar: Esquerda se pronuncia contra reforma política que defende corruptos e poderosos




Tópicos relacionados

Câmara dos Deputados   /    Governo Temer   /    Reforma Política   /    Senado   /    Corrupção   /    Política

Comentários

Comentar