Educação

CRISE NO ENEM

Governo precisa de 75 milhões pra realizar ENEM

terça-feira 14 de junho de 2016| Edição do dia

Cálculos indicam que seria necessário cerca de 75 milhões, além do já separado pela pasta para realização das provas. Para conseguir o aval do Planejamento para os recursos, o ministério vai ter que realizar em troca corte em outros gastos de preferência da mesma monta.

O Enem longe de democratizar as universidades, apenas coloca uma máscara supostamente democrática no filtro elitista que é o vestibular. Apesar de ultima instância ser uma farsa, o ENEM é um meio pra que muitos filhos da classe trabalhadora consigam realizar o sonho de entrar numa universidade. O governo golpista ao anunciar que precisa de 75 milhões para poder realizar a prova pode estar preparando terreno para suspender o ENEM, tornando o vestibular de 2016 ainda mais anti-democrático do que foi 2015.

Outra saída que o governo pode dar para a crise do ENEM é realizar corte em outras áreas, fazendo com que a saúde pública, transporte e até mesmo outras partes da educação publica paguem pela atual crise econômica que é responsável pela atual situação do ENEM. O que é também seria absurdo, pois coloca que para que uma prova que faça o estudante ter um pouco mais de chance de entrar no vestibular acontecer é preciso cortar em outras áreas importantes.

A saída para a democratização radical para as universidades é o fim do vestibular, a estatização das universidades privadas e a expropriação dos tubarões de ensino para reverter para a educação publica. Ainda que seja uma medida muito limitada, para que o vestibular não seja mais anti–democrático do que ele já é atualmente, é preciso garantir o ENEM, se necessário taxando as fortunas dos grandes empresários para garantir que a prova aconteça.

Para democratizar de fato a universidade é preciso seguir o exemplo dos estudantes no país inteiro que lutam por educação de qualidade. Também lutamos para colocar abaixo o governo golpista e impor pela força da mobilização uma Assembleia Constituinte Livre e Soberana que garanta educação gratuita e de qualidade para todos. Só assim podemos questionar a atual situação em que encontra a educação no Brasil e propor medidas que consiga mudar este quadro.




Tópicos relacionados

Educação

Comentários

Comentar