Política

Governo do PT em MG enrola trabalhadores e diz não saber quando pagará o 13° salário

Mais uma vez os trabalhadores são escolhidos pelo governo petista de Fernando Pimentel arcar com a crise financeira do estado.

Flavia Valle

Professora, Minas Gerais

sexta-feira 24 de novembro| Edição do dia

FOTO: Alex de Jesus

A última declaração oficial sobre o pagamento do décimo terceiro salário é de que o governo não sabe nem como nem quando fará o pagamento.

O governo também segue sem ter previsão dos acordos firmados com os trabalhadores da educação e da saúde no estado, como o pagamento do reajuste de 7,64% no salário dos trabalhadores da educação, que deveria ter sido incorporado ao salário desde o início do ano. O governo também disse não saber quando o salário deixará de ser parcelado no Estado.

As declarações foram feitas nessa quarta feira dia 22/11, pelo subsecretário de Estado de Planejamento e Orçamento, Ricardo Lopes. As declarações foram dadas durante a audiência pública na Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária da Assembleia Legislativa realizada para avaliar o cumprimento das metas fiscais estabelecidas para o Estado.

Contraditoriamente, o governo anunciou um superávit no orçamento do segundo quadrimestre desse ano de aproximadamente R$ 2 bilhões, porém sem se preocupar em como vai ajustar suas contas com os trabalhadores. Isso mostra como esse governo mente quando diz repetidamente que a crise em Minas Gerais não atinge os serviços públicos como nos estados quebrados do Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Em Minas Gerais com o governo do PT são os trabalhadores quem pagam pela crise enquanto os lucros dos grandes empresários só aumentam e diretos dos trabalhadores são ainda mais solapados com ataques enormes por via do governo golpista como a reforma trabalhista e agora a ameaça de aprovação da reforma da previdência.




Tópicos relacionados

PT   /    Belo Horizonte   /    Política

Comentários

Comentar