Política

Governo Temer quer refazer concessões de rodovias e aeroportos de Dilma

O governo do presidente golpista Michel Temer decidiu relicitar as concessões de rodovias e aeroportos feita sob a administração de Dilma Rousseff que não estiverem cumprindo seus contratos. A proposta de fazer uma medida provisória para permitir que o governo volte a ofertar no "mercado’’ estas concessões, que foram ganhas entre 2013 e 2014 por grupos nacionais que estão envolvidas na Operação Lava Jato, será levada à reunião inaugural do Conselho da PPI, marcada para esta terça feira.

segunda-feira 12 de setembro de 2016| Edição do dia

O PPI, chefiado por Moreira Franco, coordenará um novo modelo de concessões federais feitos para a iniciativa privada. O objetivo da medida provisória é que as atuais concessionárias sejam indenizadas pelos novos vencedores no que diz aos investimentos já feitos e poderão concorrer nas disputas por outras concessões.

O governo também esta preocupado em não passar a imagem, principalmente a investidores estrangeiros, de que a União socorre empresas que não cumprem seus contratos. Concessionárias não estão fazendo obras previstas ou não tem garantidos os empréstimos para concluí-las.

Nos cincos primeiros anos de contrato, os investimentos previstos superavam R$ 25 bilhões. As companhias vencedoras argumentaram, que o governo anterior prometeu empréstimos em grande valor.

A ação dos golpistas de fazer mudar as concessões de rodovias e aeroportos que não tiverem cumprindo seus contratos tem como objetivo abrir espaço para que os setores mais ligados ao imperialismo ganhem terreno no "mercado’’ brasileiro. Isso mostra que vão abrir espaço para que estas empresas "aves de rapina’’ cada vez mais leve a nossa riqueza para fora do país.

Por sua vez, este fato mostra que o PT assimilou os métodos da direita de governar ao abrir espaço para as privatizações dos aeroportos e rodovias. Ao abrir concessões para as empresas que estão envolvidas em inúmeros escândalos de corrupção, o PT também deixou mais precária as condições de vida dos trabalhadores. Agora os golpistas querem aprofundar estas medidas que o PT já estavam colocando em prática.

Mais do que nunca, é preciso que os trabalhadores juntem com a juventude que se unifiquem para barrar as privatizações, os cortes na educação e na saúde, assim como retirada dos direitos trabalhistas. Para isso é extremamente importante que a CUT, CTB e a UNE rompam com a sua paralisia e coloque em pé um verdadeiro plano de luta que se enfrente contra os golpistas e seus ajustes.




Tópicos relacionados

Privatização   /    Política

Comentários

Comentar