Mundo Operário

PETROBRAS E IMPERIALISMO

Governo Temer anuncia entrega de gigantescos campos do Pré-sal

O golpista Temer segue a todo vapor com a agenda de privatizações e entrega das riquezas energéticas e setores estratégicos ao imperialismo. O Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), ligado ao Ministério de Minas e Energia, aprovou nesta sexta-feira (4) a 5ª rodada de licitação de blocos do pré-sal.

Jones Adriano Gaio

Professor da rede estadual do RS

sexta-feira 4 de maio| Edição do dia

O golpista Temer segue a todo vapor com a agenda de privatizações e entrega das riquezas energéticas e setores estratégicos ao imperialismo. O Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), ligado ao Ministério de Minas e Energia, aprovou nesta sexta-feira (4) a 5ª rodada de licitação de blocos do pré-sal. O leilão está previsto para o dia 28 de setembro, mas ainda precisa da aprovação de Temer.

Segundo o Ministério de Minas e Energia, será entregue às petrolíferas estrangeiras os blocos denominados Saturno, Titã, Pau-Brasil e Sudoeste de Tartaruga Verde, localizados nas bacias de Campos e Santos, no setor do Pré-sal e em área declarada estratégica.

Não é a toa que o governo promove um verdadeiro desmonte na Petrobrás. No mês passado, Temer indicou para os mais altos órgãos de decisão da Petrobrás, nomes que são ligados a empresas imperialistas, como a Shell, com interesses diretos na entrega das riquezas nacionais ao capital estrangeiro.

Leia Mais Aqui: Temer nomeia executivos da Shell e empresas imperialistas nos mais altos cargos da Petrobras

No mês passado, o presidente da Petrobrás, Pedro Parente, afirmou que até o final do ano pretende vender o controle das refinarias Abreu e Lima, Landulpho Alves, Alberto Pasqualini e Presidente Getúlio Vargas, sendo as duas primeiras do nordeste e as duas últimas do sul, além de outros 12 terminais associados. Isso corresponde a privatização dos blocos regionais inteiros das regiões nordeste e sul do país. Uma verdadeira entrega histórica das riquezas nacionais que deveriam estar voltados ao interesse dos trabalhadores brasileiros e que poderiam ser investido em saúde, educação e cultura.

Sabemos que José Serra (PSDB), desde 2009 vinha negociando a entrega da exploração do pré-sal ao capital privado. Temer havia prometido ao imperialismo através de sua "Ponte para o Futuro" que privatizaria tudo que fosse possível, e tinha sido citado nos vazamentos dos cabos diplomáticos, os Wikileaks, como um informante e aliado dos interesses das maiores empresas dos EUA. Com o recuo na pauta da Reforma da Previdência, Temer buscou novos ataques para agradar as corporações e investidores externos.

O mais escandaloso é que não há nenhuma movimentação das grandes centrais sindicais (CUT/CTB), que são controladas pelo PT e PCdoB, no sentido de organizar uma grande mobilização dos trabalhadores para barrar as privatizações. Evidentemente, o PT e PCdoB dão trégua aos golpistas e não organizam a luta, pois estão mais preocupados com as eleições burguesas e as alianças eleitorais com os próprios golpistas, como pode-se observar em matéria produzida pelo Esquerda Diário.

O cretinismo parlamentar e as alianças sem princípios não tem limites. É preciso deixar claro que não será por meio das eleições burguesas que os trabalhadores e a juventude poderão combater a ofensiva do capital. Somente uma estratégia de independência de classe e sem alianças eleitoreiras com partidos da burguesia, os trabalhadores poderão encontrar uma alternativa que barre os ataques, a entrega das riquezas ao imperialismo, e coloque a classe trabalhadora e a juventude como protagonistas dessa luta.

É preciso que os petroleiros exijam assembleias de base para organizar a luta contra a privatização da Petrobras e a venda dos campos de petróleo. O dia 28 de abril, ocasião em que uma grande manifestação tomou a capital contra a reforma da previdência, foi um grande exemplo de como a luta organizada dos trabalhadores e da juventude pode vencer e barrar a ofensiva do governo Temer. A luta contra a entrega do pré-sal e das refinarias é uma luta de todo povo brasileiro. É preciso transformar essa luta em uma grande causa de toda população.




Tópicos relacionados

Imperialismo   /    Privatização da Petrobras   /    Governo Temer   /    Michel Temer   /    Operação Lava Jato   /    Crise da Petrobrás   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar