Mundo Operário

GREVE CONTINUA NO RS

Governo Sartori enrola mais uma vez em reunião com o Cpers e não apresenta nada

terça-feira 17 de outubro| Edição do dia

Foto: Carol Ferraz

Durante a nova rodada de negociação do governo com o comando de greve e o Cpers, os professores do RS bloquearam a Secretaria da Fazenda sob ameaça de repressão de Sartori.

De acordo com o Cpers->http://cpers.com.br/governo-novamente-nao-apresenta-propostas-e-cpers-reafirma-a-greve-continua/], o representante do governo estadual, Fabio Branco, chefe da casa civil, apenas repetiu a mesma ladainha de sempre, sem fazer nenhum tipo de proposta aos professores em greve.

A chantagem que continua fazendo o governo é afirmar que a única forma de pagar os salários de servidores é fechar o acordo do Plano de Recuperação Fiscal (PRF) acordado entre Sartori e Temer, e que inclui uma série de ataques aos servidores e à população, com privatizações e cortes de direitos sociais, e em contrapartida uma suspensão temporária de três anos do pagamento da dívida do RS com a União.

O comando de greve reafirmou as reivindicações dos professores, pelo fim do parcelamento dos salários e a retirada das PECs que atacam os servidores da pauta da Assembleia Legislativa. Contudo, a única resposta do representante do governo foi enrolação.

Diante da intransigência do governo, é necessário fortalecer a greve, estabelecer uma unidade cada vez maior com os municipários em luta e construir uma grande solidariedade nacional para que os trabalhadores do RS possam dobrar o governo de Sartori e frear seus ataques. A serviço disso colocamos o Esquerda Diário e seguimos construindo ativamente essa unidade dos trabalhadores com a juventude também.




Tópicos relacionados

cpers   /    RS   /    Rio Grande do Sul   /    Sartori   /    Greve Professores RS   /    Greve   /    Crise gaúcha   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar