Internacional

CHINA

Governo Chinês cria projeto para previnir homens de serem muito "femininos"

quarta-feira 17 de fevereiro| Edição do dia

Foto: BARCROFT MEDIA/GETTY IMAGES

O Governo Chinês, através do Ministério da Educação, está trabalhando uma "Proposta de Prevenção da Feminização de Homens e Adolescentes".

A declaração, extremamente machista e homofóbica, publicada no site do governo, faz um apelo para que se reformulem os planos de aulas de educação física para atender o desejo do governo de ter mais "homens viris" na China.

O texto recomenda o recrutamento de ex-atletas e pessoas com experiência esportiva, além do "desenvolvimento vigoroso" de certos esportes, como futebol, o que para o governo seria "cultivar a masculinidade dos alunos".

Si Zefu, membro do conselho consultivo chinês, alega que existe uma tendência à "feminização" dos jovens chineses. Segundo ele, isso "inevitavelmente colocaria em risco a sobrevivência e o desenvolvimento da nação chinesa".

Também segundo ele, parte das responsáveis estariam no ambiente doméstico, já que muitas crianças chinesas são criadas por mães e avós.

Não bastasse a já enorme quantidade de declarações absurdas, ele atribui a este problema o fato de meninos não quererem mais ser "heróis do Exército".

A revolta nas redes sociais do país foi grande, inclusive ressaltando o fato de a China ter uma população majoritariamente masculina, com cerca de 70 milhões de homens a mais.

O projeto do PC Chinês é simplesmente uma afronta à liberdade de crianças e adolescentes, e tenta impor por meio das escolas, um padrão de masculinidade para alunos, de maneira totalmente machista e homofóbica, em nome de fortalecer o apelo para a participação de suas forças armadas.




Tópicos relacionados

Machismo   /    Homofobia e Transfobia   /    China   /    Internacional

Comentários

Comentar