Política

SALÁRIO MÍNIMO

Governo Bolsonaro pretende fazer reajuste de míseros R$ 32 do salário mínimo em 2020

Enquanto os salários dos parlamentares seguem em dezenas de milhares de reais, o salário mínimo receberá um reajuste menor que o previsto anteriormente para o ano de 2020 que era de R$ 1.039.

sexta-feira 22 de novembro| Edição do dia

São mais de 45 milhões de pessoas que recebem até um salário mínimo para se sustentar, ou a si e suas famílias que terão um aumento de míseros 32 reais, enquanto o DIEESE aponta que o salário mínimo no Brasil deveria ser de pelo menos R$3.978,63 para se ter uma vida minimamente digna.

Leia também: Congresso quer salário mínimo de R$1.040 para 2020. Salário dos parlamentares é de R$33.763

Mas para os capitalistas o que importa é manter suas taxas de lucro nas alturas, então quanto menos pagarem para cada trabalhador, melhor. Por isso estamos sofrendo com tantos ataques, a crise econômica internacional aberta em 2008 se aprofunda e com ela a necessidade dos capitalistas aplicarem reformas trabalhistas e previdenciárias em diversos países do mundo, assim como a ampliação brutal da terceirização, que significa mão de obra mais barata e com menos direitos.

Precisam manter amplas camadas das massas trabalhadoras no desemprego para que em momentos como esse as pessoas estejam dispostas a aceitar qualquer quantia para trabalhar, o que poderíamos chamar de “exército de mão de obra reserva”.

Talvez lhe interesse: Nenhum trabalhador deveria ganhar menos de R$ 3.980,82. Quanto falta no seu salário?

Os de cima estão organizados em torno de um objetivo: descarregar a crise nas costas de nós trabalhadores. Devemos dar uma resposta à altura, nos inspirar na população chilena que há mais de um mês luta nas ruas contra o governo ultradireitista de Sebastian Piñera, na população Boliviana que luta fortemente contra a repressão e a golpista Añez, na população colombiana que mostrou ontem sua força em uma greve geral massiva em luta contra o governo.

Esses são alguns exemplos de como a luta de classes volta à tona e nos mostra o único caminho possível para enfrentar a direita e seus ataques: a população nas ruas tomando em suas mãos os rumos políticos do país!




Tópicos relacionados

privilégios   /    Governo Bolsonaro   /    Salário   /    salário mínimo   /    Política

Comentários

Comentar