Opinião

CORONAVÍRUS

Governadores tentam esconder que negros são maioria dos mortos por coronavírus

Apesar de várias pesquisas mostrando que, fruto da imensa desigualdade social, os negros são as maiorias entre as vítimas de coronavírus, a maioria das secretarias estaduais não divulgam a cor dos mortos em seu boletim.

domingo 21 de junho| Edição do dia

A crise do coronavírus escancarou a imensa desigualdade social em nosso país. Segundo o Sistema de Vigilância da Síndrome Respiratória Aguda Grave, pretos e pardos são 61% dos mortos pela Covid-19 e 55% dos internados no nosso país.

E isso não se deve a nenhum tipo de "aspecto genético" dos negros, e sim da nossa estrutura racista herdada da escravidão que fez com que os negros fossem mais expostos e vulneráveis ao vírus. Os negros são a maioria na linha de frente, seja dos serviços essenciais, sejam dos trabalhadores precários que não puderam parar de trabalhar e fazer quarentena. Devido as condições extenuantes de vida, os negros também são a maioria dentre os grupos de risco. Se os negros são a maioria nesses aspectos citados anteriormente, eles são a minoria de quem tem acesso à saúde privada, sendo os mais propensos a terem que ficar nas filas enormes do SUS.

Buscando ocultar esse fato, a maioria das secretarias estaduais simplesmente não divulga a cor dos mortos por coronavírus. Apenas 8 dos 27 estados divulgam os dados. No entanto, mesmo nesses estados que divulgam, os dados são incompletos. No Ceará, por exemplo, 29% dos registros não traz a informação.

Enquanto os governadores seguem em sua reabertura, tentam nos convencer que "está tudo bem", que os "dados estão melhorando", mas por traz disso escondem muitas coisas. Por isso, não podemos nutrir nenhuma confiança nos governos. É essencial que os trabalhadores e setores oprimidos exijam já testes massivos e condições materiais para fazer a quarentena, como auxílio emergencial de 2000 reais e a disponibilização de quartos de hoteis!




Tópicos relacionados

Crise do Coronavírus   /    Coronavírus e racismo   /    Coronavírus   /    Opinião

Comentários

Comentar