Política

CORONAVÍRUS

Governadores entram no STF contra fila única de UTIs para coronavírus

Em conjunto, governadores entram contra pedido de fila única tinha sido feito pelo PSOL, mostrando seu desejo em defender os monopólios de saúde.

segunda-feira 11 de maio| Edição do dia

O tempo passa e as máscaras caem. No início da pandemia, frente ao negacionismo de Bolsonaro, os governadores e o STF tentaram se posicionar como "sensatos e defensores da vida". No entanto, conforme o tempo passa e a situação se agudiza.

Após terem tomado como única medida pro combate à pandemia o isolamento social, sem testes, viram seus casos explodir. Sem terem aumentado os investimentos em saúde, os leitos começaram a ficar lotados.

Frente a isso o PSOL entrou com um pedido no STF para uma fila única de leitos do SUS e privados para o Covid-19, uma medida elementar. No entanto, o STF, mostrando seu compromisso com o lucro dos capitalistas, negou o pedido. Após isso, o PSOL recorreu. Dessa vez, foram os governadores dos 26 estados e do DF que foram correndo contra a proposta. Divulgaram uma carta em que afirmam que é necessário manter a "autonomia dos estados" e que cada lugar tem sua particularidade.

Ou seja, mostram como seus compromissos com os barões da saúde e não com a vida dos trabalhadores. Inclusive os governadores do PT, PCdoB e PSB. Por isso, não podemos nutrir nenhuma confiança nos governadores como oposição ao Bolsonaro, é necessário lutar urgentemente pela estatização do serviço de saúde privado, sob controle dos trabalhadores

Ver também: Porque a saúde deve ser um sistema único e controlado pelos trabalhadores?




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Saúde   /    Política

Comentários

Comentar