Educação

MILITARIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Governador da BA quer escolas estaduais com metodologia e filosofia dos colégios militares

O governador Rui Costa (PT-Bahia) declarou na última sexta que pretende assinar até o fim desse mês, um termo de acordo para implantação da "metodologia e filosofia" dos colégios militares em municípios baianos.

segunda-feira 19 de março| Edição do dia

O governador Rui Costa (PT-Bahia) declarou na última sexta que pretende assinar até o fim desse mês, um termo de acordo para implantação da "metodologia e filosofia" dos colégios militares em municípios baianos. A iniciativa partiu do coronel Anselmo Brandão, comandante da Polícia Militar da Bahia, que será o coordenador do projeto em parceria com a União dos Municípios da Bahia.

Como justificativa para tal ação, o governador petista argumenta que os colégios militares demonstram melhor desempenho de alunos em relação aos outros colégios estaduais. O que ele não coloca é como os colégios militares possuem um sistema absolutamente meritocrático de seleção de seus alunos, adotando também uma metodologia e filosofia que está muito longe de ser emancipadora, pelo contrário, essas escolas transpõe para o ensino das crianças os métodos e a lógica com as quais se formam uma das instituições mais assassinas desse país, a polícia militar.

Enquanto em todo o Brasil, o brutal assassinato da vereadora carioca Marielle Franco escancara a ferida aberta pelo golpe, com centenas de milhares de pessoas tomando às ruas contra a violência policial. É no mínimo absurdo pensar que a filosofia de colégios militares pode ser a solução para o problema da educação pública no Brasil. Problema esse que tem raízes muito mais profundas, ligadas a extrema desigualdade econômica e social que existe em nosso país.

Ao mesmo tempo que Rui Costa faz essa proposta, outro membro do PT, o senador Jorge Viana declarou que a resposta diante do brutal assassinato de Marielle era uma intervenção federal em todo país. Essas posições só reforçam como a estratégia desse partido é incapaz de combater verdadeiramente a direita. O que pensaria Bolsonaro quando descobrir que um governador do PT, quer implementar na Bahia, a mesma política que ele defende pra todo Brasil? Não podemos aceitar que as escolas públicas se transformem em uma correia de transmissão das ideias e filosofia dos militares.




Tópicos relacionados

PT   /    Bahia   /    Educação   /    Política

Comentários

Comentar