Juventude

RIO DE JANEIRO

Governador Wilson Witzel deixa milhares de alunos da UERJ sem bolsa

Em comunicado pelo Facebook, o governador disse que as bolsas sairão apenas em março.

quarta-feira 20 de fevereiro| Edição do dia

Mais uma vez os estudantes das diversas modalidades de bolsas da UERJ se deparam com a declaração do Governo de que o pagamento das bolsas será atrasado. Durante os últimos anos, no governo de Luiz Fernando Pezão, os bolsistas da UERJ enfrentaram meses seguidos de falta de pagamento e atraso das bolsas. Além disso professores, técnicos e terceirizados ficaram sem seus pagamentos e a verba necessária para a manutenção da universidade não foi repassada e sofreu cortes consecutivos.

Agora, já no início do novo Governo, o reacionário Wilson Witzel deixa milhares de bolsistas do estado do Rio de Janeiro sem bolsas. Através de um comunicado na pagina do Facebook, o Governo do estado traz a informação de que o pagamento das bolsas sai apenas para o próximo mês de março. Inicialmente, os salários e bolsas eram pagos no início do mês. Posteriormente, a data de pagamento dos salários foi transferida para o 10° dia útil de cada mês e as bolsas passaram a cair 3 dias após o pagamento dos servidores.

Witzel decretou como uma das primeiras ações do seu governo um ato institucional de seu mandato que executava cortes orçamentários na casa de no mínimo 30% nas projeções de investimentos, os chamados gastos discricionários. Um corte que afeta inúmeras secretarias, com exceção das secretarias de Educação, Saúde e Defesa Civil, assim como as do aparato repressivo, como Administração Penitenciária, polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, e das instituições que exercem funções essenciais à Justiça.

As universidades estaduais, UERJ, UENF e UEZO, estão ligadas a Secretaria de Ciência e Tecnologia. Em declaração logo após o decreto, o governador anunciou, demagogicamente, que não haveria cortes nas universidades. Nota-se na prática que não há como confiar em declarações do governo, como vem fazendo recorrentemente a reitoria em suas notas oficias, já que o alvo dos ataques do governo é a principalmente os setores como a educação ao mesmo tempo que seguem favorecendo seus próprios interesses, dos empresários e de seus aliados. Só nessa semana Witzel já anunciou, junto com se secretario de educação Pedro Fernandes que foi candidato a Governador pelo PDT, que deixará mais de 20 mil alunos da rede estadual sem acesso a educação. Agora, descaradamente anuncia que deixará os bolsistas sem suas bolsas durante o retorno das aulas o que interfere diretamente na frequência dos estudantes pois diante do transporte caríssimo, que aumentou esse ano pra seguir mantendo o lucro da máfia dos transportes, sem bolsa os alunos têm dificuldade de locomoção e de garantir alimentação e xerox de materiais.

É o mesmo reacionário Witzel e sua política que atrasa o pagamento das bolsas de cotistas e estudantes que estava durante a campanha no palanquem com deputados do PSL onde foi quebrada a placa da Marielle. É o mesmo e a mesma política que quer prestar homenagens a policias assassinos e que taxa como exitosa ações que matam crianças, como foi o caso do assassinato de Jhenifer de 11 anos em um operação policial, ou que deixam mais de uma dezena de corpos como no caso da chacina do Fallet e do fogueteiro. É o mesmo que tem um política clara para aumentar o assassinato da juventude negra e pobre enquanto impede que a juventude tenha acesso a educação e ao lazer.

É preciso que os estudantes se organizem para exigir o pagamento imediato da bolsas, por isso convocamos todos para estarem presentes no ato que está sendo convocado pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE) nesta sexta feira, as 10:30 da manhã, na Secretaria de fazenda do Estado do Rio de Janeiro. As entidades de base, como os Centro Acadêmicos, precisam organizar os estudantes desde as calouradas para defender a permanência estudantil e também se colocar contra o conjunto dos ataques que estão sendo destinados a educação pelo governo federal e estadual e que virão com ainda mais força daqui em diante.




Tópicos relacionados

Wilson Witzel   /    #UERJResiste   /    UERJ   /    Rio de Janeiro   /    Juventude

Comentários

Comentar