Política

ELEIÇÕES MANIPULADAS PELO JUDICIÁRIO

Gilmar Mendes libera ex-secretário de Alckmin investigado por fraudes na construção Rodoanel

quarta-feira 5 de setembro| Edição do dia

Laurence Casagrande Lourenço, ex-presidente da Dersa e ex-secretário do governo Geraldo Alckmin (PSDB), acusado de favorecer empreiteiras na obra do trecho norte do Rodoanel, teve acolhido pelo ministro Gilmar Mendes seu pedido de habeas corpus.

Assim como já havia agraciado o ex-diretor da Dersa, Pedro da Silva, com o habeas corpus o ministro Gilmar, em mais uma evidência da arbitrariedade do judiciário, estendeu o benefício a Lourenço.

A decisão por parte do ministro evidencia a atuação seletiva do judiciário brasileiro no dito combate à corrupção, escancara como os esquemas de corrupção tucanos são blindados. O mesmo ímpeto que as investigações da Lava Jato demonstraram na intenção de prender o ex-presidente Lula não se vê nas investigações dos diversos esquemas tucanos, como nesse caso do Rodoanel, mostrando como as eleições atuais são manipuladas pelo judiciário, com a escolha de qual candidatura avança ou não. E Alckmin tendo sido o candidato escolhido a dedo pelo judiciário.




Tópicos relacionados

PSDB   /    Gilmar Mendes   /    STF   /    "Partido Judiciário"   /    Alckmin   /    Poder Judiciário   /    Política

Comentários

Comentar