Política

DELAÇÃO

Gilmar Mendes defende que STF defina regras de delação premiada

Guilherme de Almeida Soares

São José dos Campos

terça-feira 30 de agosto| Edição do dia

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, defendeu nesta terça feira que a Corte atue na definição de regras para as delações premiadas. Para Mendes, os bastidores em torno dos acordos "é mundo de intrigas", de "desinteligência".

De acordo com o ministro ‘’Isso precisa ser realmente examinado. Acho que em algum momento, a gente vai ter que ter algum tipo de questão de ordem para balizar tudo isso, porque é um mundo de intrigas, de desinteligência. Acho que o próprio tribunal que homologa fica às vezes numa má luz’’.

Depois o ministro do STF completou ‘’Essas tratativas são sempre sigilosas. O que a gente percebe é que há um fogo cruzado muito intenso. Ao invés de forças externa, estava me lembrando das forças ocultas do Jânio, tem também as forças internas. Quer dizer, sabe – se lá como isso funciona’’.

As disputas no judiciário continuam

Apesar do golpe já ter sido consolidado, estas disputas que ocorrem no judiciário mais rico do mundo só mostram que existem grandes rachas nesta instituição golpista. O ministro Gilmar Mendes que quer as investigações da Lava Jato se restrinja apenas ao PT, sabe que se o Michel Temer falhar na sua missão em aplicar os ataques contra os trabalhadores e setores populares da sociedade, a Lava Jato pode avançar contra os partidos golpistas e ‘’dar um golpe dentro do golpe’’.

Com isso, é clara a intenção de Gilmar Mendes ao propor que as delações premiadas tenham regras, pois é preciso que existam barreiras que protejam a ala da burguesia que está em torno do PMDB e PSDB de um eventual avanço da Lava Jato. Para que a operação Lava Jato não se transforme na operação Mãos Limpas e tire a atual casta política, colocando outra ‘’mais competente’’ para aplicar os ataques que o imperialismo deseja, o governo golpista de Michel Temer vai ter que fazer de tudo para que os ataques passem.

Sobre as delações premiadas

Para aqueles que acreditam que a Lava Jato vai combater a corrupção, deveria se questionar o que significa o método de delação premiada. Conforme denunciamos neste site, a turma do Sergio Moro lucra com as delações premiadas e empresas como a OAS já se organizam para resolver ‘’a situação financeira’’ das pessoas que vão prestar delação.

É um método que em ultima instância garante a impunidade para os políticos, pois segundo a própria logica da turma do Sergio Moro, quem prestar informação para a ‘’republica de Curitiba’’ sobre os esquemas de corrupção terá penas mais flexíveis. A pergunta que fica no ar: Partindo do pressuposto de que o Judiciário é uma instituição arbitrária, o que acontece nos bastidores da delação premiada?

É preciso um plano de luta que questione os privilégios dos juízes, assim como o fato desta casta privilegiada não ser eleita pelo voto popular. Para isso é preciso uma Assembleia Constituinte Livre e Soberana imposta pela luta dos trabalhadores e setores populares da sociedade capaz de fazer com que as massas façam experiência c om este regime podre e degradado.




Tópicos relacionados

Golpe institucional   /    Gilmar Mendes   /    STF   /    Vale do Paraíba   /    Impeachment   /    Operação Lava Jato   /    Política

Comentários

Comentar