General Hamilton Mourão pode ser candidato a vice-presidente de Bolsonaro

O general da reserva Hamilton Mourão (PRTB) que defende intervenção militar voltou a ser cogitado como candidato a vice-presidente de Jair Bolsonaro (PSL).

quinta-feira 2 de agosto| Edição do dia

O general da reserva Hamilton Mourão (PRTB)que defende intervenção militar voltou a ser cogitado como candidato a vice-presidente de Jair Bolsonaro (PSL). O presidente do Clube Militar disse que os dirigentes do PSL se reuniram com Levy Fidelix, presidente do partido, nesta terça-feira, 31, para discutir o assunto.

Mourão já tinha sido considerado como possibilidade a vice presidência de Bolsonaro, mas foi deixado de lado depois que ele disse para o jornal O Estado de S. Paulo que considerava ‘meio boçal” o radicalismo do candidato à presidência. Nesta terça, para se redimir ele amenizou a crítica ao radicalismo, afirmando que sua posição tinha sido no sentido de que “os radicais extremistas” não serão bons para a campanha. Mourão disse que concorda com o conteúdo das propostas do deputado, mas criticou a forma como determinados assuntos são tratados pelo presidenciável.

Segundo o general, se fosse por sua vontade a aliança já estaria fechada, mas ainda existem algumas “questões de partido” a serem resolvidas entre Bolsonaro e Levy, que também é pré-candidato à presidência. Para ele, Levy está sendo pragmático, pois uma composição PSL e PRTB poderia conseguir mais votos para o partido.

Mourão afirmou que Bolsonaro poderia tratar de outra forma os assuntos mais polêmicos, obtendo os mesmos resultados. Para ele, questões como segurança pública, pena de morte e aborto são questões menores para a sociedade, pois a população só está preocupada com emprego.

Outro nome que estava sendo cogitado para vice-presidência de Bolsonaro era a advogada Janaína Paschoal. Eles se encontraram na segunda-feira, 30, mas nada fi acertado. Janaína tem algumas divergências com o deputado sobre cortas raciais e de gênero, ONU e redução da maioridade penal. Segundo o PSL, ela está preocupada com questões familiares.




Tópicos relacionados

Eleições 2018   /    Bolsonaro

Comentários

Comentar