Política

Geddel teria pedido à Calero liberação de Triplex em área tombada

Guilherme de Almeida Soares

São José dos Campos

sábado 19 de novembro| Edição do dia

Marcelo Calero (esquerda), que deixou o MinC afirmando ter divergências políticas com o Governo Temer, afirmou que o ministro da Secretaria do Governo Temer, Geddel Vieira Lima (direita) o teria pressionado por liberação da obra de um Triplex em área tombada.

O projeto La Vue Ladera dependeria de um parecer do IPHAN, Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, que é subordinado ao MinC. Geddel reconheceu que tratou com o ex-ministro Marcelo Calero sobre um projeto imobiliário na Bahia, mas nega que o tenha pressionado a produzir um parecer técnico para liberar o empreendimento. Em conversa com a ’Folha de S. Paulo, Geddel afirma que, no ano passado, fez uma promessa de compra e venda de uma unidade no condomínio e afirma que, justamente por ter conhecimento do impasse imobiliário, tinha legitimidade para levar a questão ao então ministro da Cultura

De acordo com o ministro: "Eu fiz a ele uma ponderação, trazendo uma informação que esse era um empreendimento que já havia sido licenciado e que era um assunto que, em função de disputas empresariais e locais, estava na Justiça". Já Calero disse em entrevista à Folha que o Ministro o procurou pelo menos cinco vezes, por telefone e pessoalmente. O Ex-ministro do MinC acusa Geddel de tê-lo pressionado a produzir um parecer técnico para favorecer seus interesses pessoais. Geddel disse que conversou com o Michel Temer na manhã desta sábado e que ele orientou a esclarecer a questão. De acordo como o ministro "Ele manifestou seu respeito, carinho e apoio à nossa posição".

Esta é mais uma denúncia que mostra que todo corpo do governo golpista de Michel Temer não passa de uma burocracia de estado, repleta de privilégios e que governa para favorecer seus próprios interesses. Trata - se dos mesmos políticos da ordem que estão na linha de frente para implementar as medidas impopulares contra os trabalhadores e os demais setores populares da sociedade.

Mostra também que os acordos espúrios estão continuando com o governo de Temer. Para quem reclamava dos acordões que ocorria no governo de Dilma, o impeachment fez com que estas negociatas fossem apenas substituídos por outros. O governo Temer desde que se consolidou viu se marcado por escândalos, como do Romero Juca.

Pra quem tinha alguma duvida, isto só comprova que o golpe institucional e o governo de Michel Temer sempre esteve a serviço dos grandes empresários e banqueiros. O principal objetivo que deste corpo burocrático que tem inúmeros privilégios e que fazem inúmeras negociatas espúrias é fazer com que os trabalhadores e demais setores populares da sociedade fique cada vez mais pobre com a crise econômica.

Somente mobilizando de maneira independente os trabalhadores que vamos colocar um fim nestes escândalos que estão envolvidos membros do governo de Temer. Não podemos alimentar nenhuma ilusão na Lava Jato, pois a Operação de Sergio Moro e cia. é seletiva e deixa de fora esquemas de corrupção de empresas imperialistas, liberando empresários e políticos notadamente corruptos do PSDB.




Tópicos relacionados

Governo Temer   /    Política

Comentários

Comentar