Política

URGENTE

[GRAVE] Ameaças de morte contra o deputado federal argentino Nicolás Del Caño

O deputado federal do PTS-Frente de Esquerda, partido irmão do MRT na Argentina, recebeu ameaças em seu celular, de diversos lugares do país

segunda-feira 24 de setembro| Edição do dia

A deputada de Buenos Aires Myriam Bregman denunciou nessa tarde que seu companheiro Nicolás del Caño recebeu ameaças de morte em seu celular. Del Caño é deputado federal, pela província de Buenos Aires, e ambos fazem parte do mesmo partido.

As ameaças chegaram de forma contínua e coordenada de diferentes números para o celular do deputado federal do PTS-FIT. Em algumas imagens – como se pode ver na que ilustra essa nota – enviam desenhos e fotos de Videla (general argentino que esteve na presidência do país de 1976 a 1981, pós golpe militar), acompanhados de legendas que fazem clara alusão às ações dos militares genocidas.

O PTS-FIT informou que estão preparando toda a documentação necessária para fazer a denúncia legal e judicial correspondente.

Pouco depois de tornar a denúncia pública, Del Caño começou a receber inúmeras expressões de solidariedade e durante a tarde a hashtag #RepudioAmenazasADelCaño foi Trending Topic no Twitter.

Essas ameaças são extremamente graves e fazem parte de um clima político repressivo que é alimentado pelo próprio governo federal e pelos grandes meios de comunicação.

Foi o mesmo governo que, repetidamente, lançou ataques contra a esquerda como parte dos ataques contra setores da oposição, líderes sociais, sindicatos, povos indígenas e organizações de direitos humanos.

O permanente assédio discursivo e também a repressão, contribuem para criar um clima favorável às ações de grupos do tipo fascista que fazem esse tipo de ameaça contra a esquerda.

As ameaças acontecem um dia antes da greve geral convocada para essa terça-feira. Como já é público e parte da tradição, a esquerda e o sindicalismo combativo farão cortes em diversas vias de acesso em todo o país. A ministra de segurança já falou em repressão caso isso aconteça.

As ameaças também se dão apenas duas semanas depois do sequestro e da tortura realizado contra a professora de Moreno Corina de Bonis. Essa ação brutal também foi encorajada pelo discurso governamental contra as reivindicações dos professores.

Essas ameaças contra Del Caño é um fato de extrema gravidade que não pode passar despercebido. O repúdio claro e aberto de todos os setores que defendem ou pretendem defender as liberdades democráticas se faz necessário nesse momento.




Tópicos relacionados

PTS   /    Nicolás del Caño    /    Argentina   /    Política

Comentários

Comentar