Juventude

GM reprime ato de estudantes na periferia de Campinas

Hoje, 18 de outubro, aconteceu pela manhã uma manifestação de estudantes da região do Ouro Verde, periferia de Campinas. O ato político foi contra a Reforma do Ensino Médio e a PEC 241 que congela investimentos em educação e saúde. 7 rapazes foram detidos, apenas um deles é maior de idade.

terça-feira 18 de outubro| Edição do dia

Estudantes secundaristas e professores das escolas estaduais Newton Pimenta, Barnabé, Eliseu Narciso e Orlando Signorelli, do Ouro Verde, na cidade de Campinas, além de militantes da Juventude Faísca e do MAIS, se manifestaram com palavras de ordem para derrubar a Reforma do Ensino Médio e a PEC 241 do governo golpista de Temer.

Em menos de uma semana apos a reintegração arbitrária e sem mandato da ocupação da Escola Newton Pimenta por ordem da Polícia Militar de Alckmin, a Guarda Municipal de Jonas compareceu ao ato desta terça fortemente equipada com bombas de gás, spray de pimenta e taser. Houveram sete detidos, que foram imobilizados, um deles levou choque e todos foram jogados para dentro das viaturas da GAE (setor de Apoio Especial da GM) e estão agora na Segunda Delegacia Seccional da Polícia de Campinas. Dos sete, apenas um é maior de idade.

Quem luta por educação não merece punição e repressão! Basta de repressão policial aos estudantes e à juventude que luta por outro projeto de educação!




Tópicos relacionados

Reforma do Ensino Médio   /    PEC 241/55   /    Secundaristas   /    Professores   /    Campinas   /    Juventude

Comentários

Comentar