ARGENTINA

G20: líderes xenófobos, machistas, golpistas e assassinos

Vão militarizar a cidade com 20 mil soldados, e a ministra da segurança argentina, Patricia Bullrich, pede que os argentinos deixem a cidade no próximo dia 30. Ela quer deixar a cidade como um presente para estes líderes que são repudiados em seus próprios países.

quarta-feira 21 de novembro| Edição do dia

Buenos Aires receberá os chamados "líderes mundiais":

Entre eles o misógino e xenófobo Trump que leva adiante uma campanha de ódio contra a caravana imigrante; Giuseppe Conte, do governo italiano que prometeu expulsar 500 mil imigrantes; o chinês Xi Jimping, que presenteou à ministra Bullrich com carros blindados, motos e outras aparatos para reprimir qualquer forma de protesto e o golpista Michel Temer, que convidou Bolsonaro para acompanhá-lo.

Para proteger a todos eles o governo Macri gastou mais de 3.000 milhões de pesos só em logística e segurança. Vão militarizar com 20.000 soldados, agentes de inteligência e policiais, e Bullrich ainda pede os cidadãos deixem a capital argentina a partir de quinta-feira dia 28.

Querem deixar a cidade como presente a estes mandatários que são repudiados em seus próprios países.

Repudiamos também nas ruas de Buenos Aires




Tópicos relacionados

Donald Trump   /    Mauricio Macri   /    Fundo Monetário Internacional - FMI

Comentários

Comentar