Mundo Operário

AEROPORTOS

Funcionários terceirizados realizam protesto no aeroporto de Congonhas, em São Paulo

Em torno de 60 funcionários que trabalham em funções operacionais de voos realizaram protesto na área de embarque do aeroporto de Congonhas por aumento de salário e benefícios.

sexta-feira 2 de fevereiro| Edição do dia

Imagem: Sinteata

Na manhã dessa sexta-feira, 02 de fevereiro, funcionários tercerizados, que trabalham em funções operacionais de voos, realizaram um protesto na área de embarque do aeroporto de Congonhas, na zona Sul de São Paulo.

De acordo com o presidente do Sinteata ( Sindicato dos Trabalhadores Auxiliares em Transportes Aéreos ), Paulo Henrique, os trabalhadores da categoria exigem um aumento de 3,0% no piso salarial e benefícios.

Os manifestantes seguiram em protesto pacífico desde as 04:30h da manhã, tendo em torno de 60 funcionários. O Centro de Operações de Voos do aeroporto informou que o tráfego de aviões segue normalizado.

Os funcionários fazem parte do grupo de milhões de brasileiros que são terceirizados, uma modalidade na qual os funcionários trabalham em condições muito mais precárias, com menores salários e benefícios.

O número de terceirizados vem aumentando ainda mais depois da aprovação da terceirização irrestrita pelo Congresso Nacional em 22 de março de 2017. Em 2015 o Brasil possuía 9.8 milhões de trabalhadores terceirizados, os dados são do Suplemento de Relações de Trabalho e Sindicalização da Pnad 2015 ( Pesquisa Nacional por Amostra de domicílios), divulgada pelo IBGE, número que segue aumentando.

O sindicato informou através de nota que desde novembro realiza acordos para a renovação da CCT ( Convenção Coletiva de Trabalho ), tendo sido realizadas cinco reuniões com a patronal, todas improdutivas, no qual além de oferecerem como reajuste apenas o índice do INPC, tem proposto a exclusão de algumas conquistas da Convenção Coletiva.




Tópicos relacionados

Aeroportos   /    Aeroviários   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar