Política

DELAÇÃO PREMIADA

Funaro: Temer e Cunha tramavam golpe diariamente

Lúcio Funaro, um dos principais agentes dos esquemas de corrupção do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, disse em sua delação premiada que Michel Temer tramava "diariamente" com Cunha o passo a passo do golpe institucional que tirou do cargo Dilma Rousseff.

quarta-feira 13 de setembro| Edição do dia

Lúcio Funaro, um dos principais agentes dos esquemas de corrupção do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, disse em sua delação premiada que Michel Temer tramava "diariamente" com Cunha o passo a passo do golpe institucional que tirou do cargo Dilma Rousseff.

De acordo com Funaro, Cunha e Temer eram atores complementares nos esquemas de corrupção do PMDB. Enquanto Cunha ia atrás dos empresários para conseguir propinas, Temer arrebanhava os parlamentares para garantir que os interesses desses empresários fossem atendidos.

Funaro afirmou também que a relação de Cunha e Temer oscilava, dependendo do "momento político". Mas sobre os meses que antecederam o golpe, Funaro afirmou que: "Eles confabulavam diariamente, tramando a aprovação do impeachment e, consequentemente, a assunção de Temer como presidente".

Essa denúncia só deixa ainda mais claro o quanto o impeachment foi tramado como um golpe contra os trabalhadores, usando os métodos mais podres e corruptos, e vindo dos setores mais reacionários da política. Tudo para abrir caminho para as reformas que cada vez mais retiram nossos direitos.




Tópicos relacionados

Golpe institucional   /    Michel Temer   /    Eduardo Cunha   /    Corrupção   /    Política

Comentários

Comentar