×

FECHAMENTO DA FORD | Ford, que vai deixar milhares desempregados, teve seis vezes mais lucro em meio à pandemia

No terceiro trimestre de 2020 a Ford reportou um lucro líquido de U$2,4 bilhões: seis vezes maior que no mesmo período de 2019. A receita líquida foi de R$37,5 no período, um aumento de 1,35% com relação ao ano anterior.

quarta-feira 13 de janeiro | Edição do dia

Foto: Ford

A montadora Ford, que anunciou na última segunda-feira, 11, o fechamento da suas três últimas fábricas no Brasil, não foi negativamente afetada pela grave crise econômica acelerada pela pandemia de covid-19.

A norte-americana anunciou um lucro líquido de U$2,4 bilhões no terceiro trimestre de 2020, o que representa seis vezes o índice do mesmo período no ano anterior. Em termos de receita a Ford anunciou o valor de U$37,5 milhões.

Esses valores significam que a montadora teve um ganho por ação três vezes maior que o previsto por analistas.

Na América do Sul a montadora teve queda na receita, mas não no lucro, que também aumentou. A queda foi, por sua vez, no prejuízo operacional.

"Na América do Sul, a Ford divulgou sua quarta melhora consecutiva ano após ano no Ebit trimestral, com aumentos de preços e reduções de custos ajudando a mitigar as pressões da inflação e da moeda." - diz o comunicado de resultados da Ford.

Essa redução de custos pode ter relação com o fechamento da fábrica de São Bernardo do Campo, SP, em 2019, depois do qual ocorreram reformas em direitos trabalhistas que aumentam os lucros patronais.

Sobre isso, Marcello Pablito, trabalhador da USP, diz que

Bolsonaro, que sempre defendeu que “é difícil ser patrão no Brasil”, não poupou as oportunidades para dar todas as regalias aos grandes empresários e estando à serviço de seus interesses. Assim como todas as alas desse regime golpista que sempre estão do lado do patrão e ajudaram a pavimentar todas as reformas. Com esse nível brutal de ataques que já passaram, grandes empresas se sentem à vontade para demitir de uma hora para outras milhares de trabalhadores. É o que aconteceu agora com o anúncio da Ford que irá fechar todas suas fábricas do Brasil, demitindo milhares de trabalhadores.

O militante do Movimento Revolucionário de Trabalhadores opina ainda que "Cada vez mais se mostra necessário que os trabalhadores tenham que se organizar e se unificar para barrar as demissões, as reformas e todos ataques aprovados por Bolsonaro e toda a corja parasita golpista. é mais urgente do que nunca, que as centrais sindicais organizem um plano de luta com assembleias, reuniões e espaços que garantam que os trabalhadores possam se organizar e decidir como enfrentarão esse ataque. Não é possível confiar em acordo e negociações com a Justiça, o Congresso, governadores ou qualquer setor desse regime apodrecido."

Pode te interessar: Maíra Machado: "É urgente que a CUT prepare um plano de luta contra o fechamento da Ford"




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias