Política

ELEIÇÕES

Flávio Bolsonaro veta a participação de Freixo no debate na Band

Assim como Pedro Paulo (PMDB) e Índio da Costa (PSD), Bolsonaro vetou a participação de Marcelo Freixo (PSOL) no debate na emissora de televisão Band.

quarta-feira 17 de agosto| Edição do dia

O reacionário candidato a prefeitura do Rio pelo PSC, Flávio Bolsonaro, mudou de posição e vetou a participação de Marcelo Freixo (PSOL) no debate na emissora de televisão Band. Assim como Pedro Paulo (PMDB) E Índio da Costa (PSD), Bolsonaro disse “não” em reunião na emissora nessa quarta-feira (17).

Flávio foi um dos primeiros candidatos burgueses a defender a participação de Freixo no debate antes de sua negativa. No entanto, hoje Bolsonaro, ao justificar o seu veto, disse em tom de deboche, que não pode ser injusto com os outros candidatos que a lei exclui.

“Minha posição é de igualdade para todos. Não posso dar voto só para o Freixo participar porque seria injusto com os outros que ficariam de fora.”, disse Bolsonaro, se referindo aos candidatos Cyro Garcia (PSTU) e Carmen Migueles (Novo).

Esse é um dos exemplos máximos da restrição imposta aos partidos e organizações de esquerda de participarem das eleições, fruto da contrarreforma política aprovada ano passado no parlamento, quando ainda era presidido por Eduardo Cunha. Segundo a legislação atual, todos os partidos com menos de 9 parlamentares tem sua participação nos debates condicionada pela aceitação dos outros candidatos e da empresa de televisão querer.

Nesse sentido, Bolsonaro usou seu privilégio para vetar a participação de Freixo e Cyro Garcia, por exemplo, candidatos da esquerda concorrendo a prefeitura do Rio e que não possuem mais de 9 parlamentares no Congresso, expressando o profundo caráter antidemocrático desse regime político que favorece os representantes dos empresários e ao mesmo tempo restringe a esquerda.




Tópicos relacionados

Eleições Rio de Janeiro   /    Eleições 2016   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar