Política

WILSON WITZEL

Filho trans de Witzel será oposição e lutará contra as políticas LGBTfóbicas do pai

Erick Witzel, filho do futuro Governador do Estado do Rio de janeiro Wilson Witzel (PSC) disse em entrevista ao UOL ao ver pai quebrando a placa da Marielle:''Naquele momento pensei: 'eu perdi o meu pai. Qualquer resto de humanidade dele se perdeu ali'.

sexta-feira 9 de novembro| Edição do dia

Imagem: Gabriel Sabóia/UOL

Declaração se deu depois que o pai fez campanha alinhado politicamente com a direita bolsonarista e participou de um ato em que o deputado estadual eleito Rodrigo Amorim (PSL) exibiu uma placa destruída com o nome de Marielle Franco.


Witzel fez campanha ao lado de placa quebrada com nome de Marielle.

A placa tinha sido colocada em homenagem à Marielle vereadora do PSOL assassinada covardemente em 14 de março desse ano (crime até agora sem respostas). Sobre isso Erick Witzel diz ainda: ’’Foi como se eles rasgassem a luta de todas as minorias pelas quais Marielle lutou.’’

Erick que é formado em gastronomia e transgênero, teve sua imagem associada a campanha do pai recebendo o título de ’’filho trans do governador eleito’’ quando Wilson WItzel revelou em entrevista ser pai de filho transgênero. Erick teria pedido ao ex-juiz que não tocasse no assunto durante a campanha ’’Eu não queria a minha imagem e a minha condição de gênero associadas às causas dele’’ diz.

Desde a entrevista o filho começou a sofrer ataques e ameaças online de eleitores do pai:’’Não paro de receber ofensas e ameaças constantes no meu Instagram. Muitas vezes de perfis falsos que se dizem eleitores do meu pai, que falam que eu sou a vergonha da minha família, me mandam voltar para o armário, dizem que vão rir quando eu for parar no caixão" relatou o cozinheiro em entrevista ao UOL. Também se deparou com diversos compartilhamento de fake news que envolviam seu nome. "Imagina como eu fiquei? Eu recebia mais de 400 mensagens por dia. ’’ relata.

Erick que descreve a relação com pai como fria e distante, diz que irá lutar pelo direito dos LGBTS:

’’Ele [Wilson Witzel] disse que preservaria a família e que seria contra a ideologia de gênero. Acho que vai haver uma caçada à população LGBT. Vou usar a pequena exposição que recebi para ser essa voz’’

O filho de WItzel diz que serão tempos de luta e que será oposição até o final. "Também recebi inúmeras mensagens de apoio, de pais de filhos transgêneros me apoiando, de outros jovens dizendo que viam em mim um exemplo de luta. Isso é muito gratificante" diz.

O filho do governador eleito, que formalizou neste ano a troca de seu nome no registro civil , diz que não vê qualquer possibilidade de política favorável aos LGBTS no futuro governo do pai e defende: ’’Meu amigo, eu sou a bandeira que eu represento. Levantar a minha bandeira é me levantar.’’ ...’’Vamos ocupar as escolas, universidades e espaços públicos para mostrar que as pessoas podem ser o que elas quiserem".




Tópicos relacionados

Wilson Witzel   /    Crise no Rio de Janeiro   /    Bolsonaro   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar