Gênero e sexualidade

DOSSIÊ: FEMINISMO E MARXISMO

Feminismo e marxismo

A revista Ideas de Izquierda, revista de política e cultura impulsionada pelo PTS (Partido dos Trabalhadores Socialistas), organização irmã do MRT na Argentina, traz na sua última edição um dossiê sobre feminismo e marxismo. Confira os textos traduzidos no Esquerda Diário.

sexta-feira 2 de junho| Edição do dia

Na Argentina, o 8 de março passado fez ressurgir um movimento social e político profundo. O movimento de mulheres, que havia começado a retomar as ruas desde 2016 de forma recorrente, fez “tremer” a terra com ações simultâneas nas principais cidades e voltar ao debate ideias “incendiárias” como greve e internacionalismo.

A jornada deixou desafios e potencialidades como colocado no artigo “8 de março: quando a terra tremeu” publicado na revista Ideas de Izquierda nº 36. O movimento de mulheres hoje supera amplamente os “problemas femininos”, e expressa o desencanto e descontentamento com as democracias capitalistas. As mesmas democracias que não cumpriram suas promessas de igualdade (cada vez mais condicionada e restrita) para as mulheres, são as que hoje sustentam uma minoria de bancos e empresas cada vez mais rica, enquanto a maioria da população se afunda em precarização e miséria e ficam cada vez mais pobres. Contra gestos mais brutais da aliança entre o patriarcado e o capitalismo (a violência machista, o feminicídio) e contra a desigualdade perpetuada com a precarização da maioria feminina, as mulheres começam a buscar alianças com organizações de trabalhadores e trabalhadoras, com a esquerda e com diversos movimentos sociais.

Neste número (37), a revista Ideas de Izquierda dedicou um dossiê a outros aspectos de um movimento cheio de debates e reflexões. Nós do Esquerda Diário, reproduzimos as mais diversas contribuições agora em português.

Em entrevista com Nancy Fraser, impulsionadora do chamado para construção de um “feminismo para os 99%” nos Estados Unidos, abordamos as conclusões do que a academia denominou como o fim do “neoliberalismo progressista”, suas consequências políticas e os desafios atuais para a esquerda e os movimentos sociais. Veja aqui a entrevista traduzida.

Andrea D’Atri atualiza um dos debates que atravessou o movimento feminista e de mulheres desde a décadas dos 60 e que tem se mantido forte. Qual a estratégia para superar o estado de resistência e lutar pela emancipação? Quais são os laços entre a luta contra opressão de gênero e aquela contra a exploração de classe? Clique no link para ler em português.

Em As outras feministas, Celeste Murillo analisa e debate a presença cada vez mais forte das mulheres a frente de movimentos conservadores e da direita reacionária. Em que medida o feminismo liberal abriu caminho que que o discurso feminista fosse utilizado também pela direita? Leia aqui.

Como é feito em todos os números do Ideas de Izquerda que traduzimos aqui também, nas “Leituras Críticas” revisitamos os clássicos e fazemos resenhas de livros que foram contribuições importantes em diferentes campos. Ariane Díaz se volta a um dos livros que ainda gera debates e que é reconhecido, mesmo fora do marxismo, como um dos primeiros textos “feministas”, A origem da família, da propriedade privada e do Estado, de Friedrich Engels. Veja aqui a resenha.

Ana Sanchez faz a resenha do livro Manual para mulheres da limpeza, da escritora estadunidense Lucia Berlin, um dos exemplos atuais de como a literatura é terreno fértil de reflexões e discussões sobre os “problemas” da metade da humanidade, leia aqui. Por último, Celeste Murillo faz a resenha traduzida aqui de Economia Feminista – Como construir uma sociedade igualitária (sem perder o glamour), de Mercedes D’Alessandro, que recorre e desmistifica muitos dos fatores que alimentam a desigualdade.

Traduzido por: Patrícia Galvão
Publicada originalmente na Revista Ideas de Izquierda, Número 37, maio 2017, na seção de Política.




Tópicos relacionados

dossiê marxefeminismo   /    Dia Internacional da Mulher   /    mulheres negras   /    Feminismo   /    Mulher   /    Violência contra a Mulher   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar