Cultura

TEATRO

Fando e Lis

Um breve pensamento sobre um pouquinho do que se passa em Fando e Lis, uma lindíssima peça de teatro que nos mostra a mais dura realidade.

terça-feira 23 de agosto| Edição do dia

Foto: Dalton Ou Chum

Um momento que te transcende e torna tão real aquilo que o capitalismo banaliza e torna tão comum e escondido embaixo de um pá de cal... Nunca foi tão real, a dependência e o sofrimento de uma mulher que passa por um relacionamento abusivo e é agredida fisicamente e psicologicamente. A dependência de Lis com relação a Fando se mostra de forma extremamente profunda em que nos questionamos até que ponto realmente aquela mulher não consegue andar, seria fruto de uma enorme dependência ou fruto de uma violência física mais severa? A todo momento a angústia passa por nós enquanto aquela realidade que está em todo momento do nosso lado e as vezes não prestamos atenção é completamente jogada em cima de nós. Como Géia e Claúdia citadas logo no início, Lis é mais uma vítima de violência machista que se dá nos marcos de reprodução de toda uma estrutura e sociedade patriarcal do estado que nos coloca e fecha os olhos para o que acontece com diversas mulheres... Às vezes é tão difícil para nós entendermos e aceitarmos que esse tipo de violência faz parte do cotidiano de várias mulheres que temos Fando como louco, pois seria mais fácil colocar uma outra pá de cal ao aceitar que isso é algo normal e intrínseco a nossa sociedade.

Enfim, Fando e Lis é genial por nos jogar na cara algo que vivemos cotidianamente e desenterrar tudo isso que a sociedade que esconder e trazer à tona para ser discutido!! Com uma sensibilidade e uma intensidade incrível a produção nos remete a uma série de pensamentos e questionamentos profundos sobre as relações e a nossa sociedade... Sobre todos os Fando e Lis que existem nesse nosso mundo...




Tópicos relacionados

Mulher   /    Teatro   /    Violência contra a Mulher   /    Campinas   /    Cultura   /    Opinião

Comentários

Comentar