Negr@s

VIOLÊNCIA POLICIAL

Familiares de jovem assassinado pela PM em Ouro Preto pedem a punição dos policiais

sexta-feira 13 de outubro| Edição do dia

O jovem negro, jardineiro, Igor Arcanjo Mendes de 20 anos foi assassinado com um tiro na cabeça no mês passado ao ser abordado pela PM de Pimentel em Ouro Preto, o carro que estava o jovem e seus amigos foi parado de maneira truculenta, segundo relato de amigos de Igor presentes no acontecimento. Todos que estavam no carro a caminho do evento de hip-hop respeitaram as ordens dada pelos policiais na abordagem, inclusive Igor, mas infelizmente não foi o suficiente, Igor foi assassinado com um tiro na cabeça.

Após um mês do ocorrido, vários atos de protesto vêm sendo realizados por parentes e amigos da vítima. O inquérito que apurou a morte de Igor foi finalizado essa semana, o PM que atirou em Igor (que não teve seu nome divulgado) foi indiciado por homicídio. Os outros três envolvidos na ação foram indiciados por abuso de autoridade por procedimento militar sem a presença de representante legal ao conduzir, interrogar um menor.

A investigação da polícia civil apontou que não houve tempo para que as pessoas abordadas na operação descessem do veículo, pois o momento de ordem de parada do carro feito por policiais militares até o instante do disparo da arma de fogo era insuficiente para cumprimento de tal ordem, indicando assim, mais um caso de assassinato por policiais militares a classe operária negra e juventude negra, que infelizmente viram estatística.

Para o tio de Igor a polícia não teve uma ação despreparada como divulgam as grandes mídias burguesas que escondem sempre e naturalizam a morte do povo e da juventude negra. Segundo ele, o que aconteceu foi uma execução, e afirma que a família só foi avisada do assassinato de Igor no dia seguinte a execução. Também denunciam que a PM fez todo o movimento para não deixarem avisar a família, inclusive segurando menores (ilegalmente) que estavam com Igor no carro.

Igor, amigos e familiares ganharam uma homenagem: a banda Crioulo’s fez uma música especial para Igor, a canção retrata o acontecimento. Confira abaixo alguns versos da música:

“...espalharam sangue pelas ruas,
lágrimas pela sala,
cozinha, terreiro,
capitães do mato;” em outro trecho a música chama a atenção para o assassinato por racismo da PM;
“...onde até o ouro é preto;
a cor da epiderme te faz suspeito;
20 anos, desarmado, sem antecedentes;
apagaram o sorriso do aba reta covardemente...”

Abaixo você pode conferir o vídeo completo da música:




Tópicos relacionados

genocídio juventude negra   /    Racismo   /    Violência Policial   /    Negr@s

Comentários

Comentar