Política

MARIELLE

Família de Marielle: "Moro contribuirá muito mais se mantendo afastado das apurações"

terça-feira 5 de novembro| Edição do dia

Em uma carta assinada por Marinete da Silva (mãe), Antonio Francisco da Silva (pai), Anielle Franco (irmã), Monica Benício (companheira) e Marcelo Freixo (PSOL) a família de Marielle afirma não confiar em Moro para investigar o caso que segue sem respostas sobre quem mandou matar a vereadora.

Segundo a carta, o interesse de Moro pelo caso só surgiu depois das citações que envolvem escandalosamente o presidente Jair Bolsonaro com os acusados presos pela execução do crime: "Somente após a menção ao presidente da República,Jair Bolsonaro, no inquérito, o juiz começou a se pronunciar publicamente a favor da federalização. Acreditamos que Sérgio Moro contribuirá muito mais se ele permanecer afastado das apurações".

Moro deu declarações de que "talvez seja o caso" de federalizar a apuração, a família de Marielle por outro lado vê avanços na investigação conduzida até aqui pelo Ministério Público do Rio de Janeiro e defende que permaneça assim.

Leia mais: 600 dias sem Marielle e Anderson

Entre um mar de desinformação, segredos de justiça e manipulações da mídia em relação ao caso, seguimos por mais de 600 dias sem saber quem mandou matar Marielle Franco. Ao mesmo tempo que o Estado é responsável por garantir todos os meios para a investigação e punição dos responsáveis, está claro que não é possível confiar nas instituições, sejam as federais, sob o mando direto de Moro e Bolsonaro, sejam as do Rio de Janeiro, com a polícia assassina de Ágatha e o judiciário golpista.

Por isso a investigação do Estado precisa ser acompanhada e fiscalizada rigorosamente por uma investigação que seja independente, composta por defensores notórios dos direitos humanos, sindicatos, familiares, parlamentares do PSOL, movimentos sociais e todos aqueles que, ao contrário da polícia e do judiciário, não tem rabo preso com os capitalistas, com milícias e nem nenhum interesse em deixar impune alguém que matou uma parlamentar negra e de esquerda.

Essa perspectiva só será possível se arrancada com a força da mobilização, por isso nos juntamos ao chamado dos atos que ocorrerão em algumas cidades do país ao longo dessa semana. Não vamos nos calar! Vamos às ruas para exigir justiça para Marielle e Anderson!

Leia mais: O Estado tem o sangue de Marielle nas mãos! Exigimos investigação independente e punição!




Tópicos relacionados

Marielle Franco   /    Política

Comentários

Comentar