Internacional

ELEIÇÕES EUA

Faltando 7 dias para eleição, Trump ultrapassa Hillary nas pesquisas

terça-feira 1º de novembro| Edição do dia

Desde maio, quando se iniciou a corrida eleitoral, essa é a primeira vez que Trump, ultrapassa a ex-secretária de Estado.

Segundo a pesquisa realizada entre o jornal The Washington Post e a emissora ABC News, essa é a primeira vez que o empresário Trump tem 46% de intenções de voto e ultrapassa Hilary que está com 45% das intenções. Essa pesquisa foi feita entre os dias 27 e 30 de outubro, entre 1.128 eleitores por telefone.

Na semana passada Hillary liderava a disputa com 46% de apoio, enquanto Trump tinha 45%. No entanto, a candidata chegou a ultrapassar Trump em até 12%. Na pesquisa divulgada hoje no post/ABC mostra que 53% dos entrevistados disse sentir um "forte entusiasmo" por Trump, enquanto somente 45% diz sentir o mesmo por Hillary.

Esses dados reforçam que a campanha xenofóbica, racista e machista de Trump tem certa adesão ao população estadunidense. Trump, tem feito declarações xenofóbicas, de que não tolerara estrangeiros que buscam asilo no país. É preciso refletir sobre a ascensão desse candidato nas pesquisas.

Um país, que tem forte histórico de racismo e xenofobia chegou a eleger uma liderança negra e de origem muçulmana, como Obama, e que hoje, diante da ascensão de movimentos xenofóbicos no mundo todo se posiciona favorável a um presidente que personifica todos os tipos de preconceito e favorável ao empresariado.

Por outro lado, a ex-primeira dama Hillary, que também não tem nenhum programa que combata o machismo, nem tampouco combate os fortes traços de xenofobia que o país carrega historicamente.

Segundo o site RealClearPolitics, que faz um balanço de todas as pesquisas no país, Hillary venceria Trump hoje com uma vantagem de 2,2 pontos percentuais. No entanto, Trump hoje comemorou pelo twitter celebrando o resultado da nova pesquisa, e atacando a adversaria "Wow! Agora liderando na pesquisa de ABC e Washington Post. Subindo 12 pontos em duas semanas, a maior parte antes de Hillary desonesta explodir", se referindo ao novo capitulo do escândalo de e-mails de Hillary.

Um dos motivos pelo qual Hillary esta caindo nas pesquisas desde sexta-feira e o anuncio de e-mails que estão sendo reabertos pelo diretor do FBI, James Comey, anunciando sobre informações confidenciais quando Hillary era secretaria de Estado, entre 2009-2013.

O conteúdo desses e-mails é sobre o ex-congressista Anthony Weiner, acusado de manter diálogo sexuais com menores de idade. Ele era casado com uma das assessoras mais próximas da candidata democrata. O escândalo logo afetou sua candidatura.

É preciso combater esses candidatos degenerados que não representam a classe trabalhadora. Hillary não representa as mulheres oprimidas por este sistema capitalista, e agora faz parte de um escândalo que seus rivais fazem questão de esfregar em sua cara. Trump representa todos os atrasos da sociedade estadunidense, personifica a xenofobia, o racismo e o machismo. Não se pode mais reforçar esse sistema excludente é preciso ter candidatos que possam dialogar com as diferenças neste país que foi, e ainda é, palco de tanto preconceito.

Montagem de fotos mostra os pré-candidatos Hillary Clinton e Donald Trump - STAFF / REUTERS (site OGlobo)




Tópicos relacionados

Hillary Clinton   /    Donald Trump   /    Eleições Estados Unidos   /    Internacional

Comentários

Comentar