Sociedade

#FORÇACHAPE

Falta de combustível é a causa mais provável de tragédia com avião da Chapecoense

Depois da tragédia que ocorreu com a queda do avião que levava a equipe da Chapecoense para Medellín, e matou 71 pessoas, diversas são as opiniões dos especialistas sobre as causas do acidente, sendo a mais provável a de falta de combustível.

quarta-feira 30 de novembro de 2016| Edição do dia

Segundo o plano de voo, o avião poderia reabastecer em Cobija ou Bogotá, no entanto, não se sabe porquê, o piloto seguiu direito sem interromper para o abastecimento. Mas segundo os jornais “El espectador” e “El tiempo”, um tripulante da companhia afirmou ter ouvido o diálogo entre o piloto da aeronave e a torre de controle do aeroporto perto de Medellín, em que o piloto afirma “solicitamos prioridade para aterrissar, temos problemas de combustível”, mas teve a aterrizagem negada devido a não ter declarado seu caráter emergencial, e outro avião estar também em caráter emergencial.

Segundo Jorge Eduardo Leal Medeiros, engenheiro aeronáutico e professor da Escola Politécnica da USP "trata-se de um avião de excelente qualidade, mas com uma autonomia de cerca de 3 mil km, uma distância muito similar à da rota. Não faz sentido ele não ter pousado para reabastecer" e "provavelmente, para cortar custos, ele decidiu seguir o trajeto sem escalas", outros indícios como a ausência de fogo e as turbinas intactas também reforçam a hipótese da falta de combustível.

Os indícios de falta de combustível sendo causa da tragédia, só escancara a forma como as empresas lidam com o trabalho e a vida das pessoas, pressionando os trabalhadores e não fazendo a manutenção adequada dos aviões para diminuir seus custos, mesmo que para isso tenha que colocar em risco à vida de dezenas de pessoas.




Tópicos relacionados

#FORÇACHAPE   /    Futebol   /    Sociedade

Comentários

Comentar