Cultura

Falece Gene Wilder, o Willy Wonka de ’A Fantástica Fábrica de Chocolate’

segunda-feira 29 de agosto| Edição do dia

Gene Wilder, ator conhecido pelo papel de Willy Wonka na primeira versão de "A Fantástica Fábrica de Chocolate", longa de 1971, morreu aos 83 anos, segundo informações de sua família à agência de notícias Associated Press nesta segunda (29). A causa da morte não foi divulgada, mas, segundo a revista "Hollywood Reporter", o ator lutava contra o mal de Alzheimer.

Wilder —cujo nome real era Jerome Silberman— nasceu na cidade de Milwaukee, no estado norte-americano de Wisconsin, em 11 de junho de 1933. Começou a atuar nos teatros, e estreou na TV em 1962, com a série "Armstrong Circle Theatre".

Foi figurante no clássico "Bonnie e Clyde", de 1967 —longa em que interpretava um refém—, e ganhou reconhecimento como Leopold Bloom na comédia "Promavera para Hitler", que Mel Brooks lançou em 1968, rendendo a ele uma indicação ao Oscar de melhor ator coadjuvante em 1969. Wilder se tornaria, aliás, figura recorrente na filmografia de Brooks, com quem também filmou "O Jovem Frankenstein", de 1974.

Esta última produção acabou rendendo a Wilder sua segunda indicação ao Oscar, desta vez na categoria de melhor roteiro adaptado.

Wilder também protagonizou um dos episódios da comédia "Tudo o Que Você Sempre Quis Saber Sobre Sexo E Tinha Medo de Perguntar", que Woody Allen lançou em 1972. No filme, ele interpreta um médico que se apaixona por uma ovelha.

Além das nomeações da Academia, Wilder recebeu duas indicações ao Globo de Ouro, pelos papéis em "A Fantástica Fábrica de Chocolate", de 1971, e "O Expresso de Chicago", de 1976.

Em 2003, ganhou um Emmy pela participação na série "Will & Grace".

Um dia triste pela perda deste grande ator.




Tópicos relacionados

Arte   /    Cultura

Comentários

Comentar