Educação

DEMISSÕES NA FAM

Faculdade das Américas demite mais de 85 professores

terça-feira 9 de janeiro| Edição do dia

A Faculdade das Américas (FAM) demitiu mais de 85 professores, dos 192 professores que compunham o corpo docente da faculdade, uma expressão da precarização do ensino que atinge inclusive o setor privado, apoiado totalmente na reforma trabalhista e no pacote de ataques do governo golpista de Temer.

A maioria dos professores demitidos são doutores, os quais ajudaram a FAM a atingir a nota máxima nas avaliações do MEC, permitindo com que a faculdade abrisse cerca de 70 novos cursos em diversas áreas do conhecimento. Acontece que serão contratados professores com salários menores e níveis inferiores de graduação, para tornar a folha de pagamento mais barata, ao mesmo tempo que a mensalidade dos alunos continua subindo.

Indignados, os professores se reuniram em assembléia no SinProSP (sindicato dos professores de São Paulo) para decidir os rumos da mobilização contra as demissões, na qual foi decidido uma reunião no Foro Conciliatório para Solução de Conflitos Coletivos, no dia 12 de janeiro no sindicato dos professores, para uma discussão com a FAM, onde também estará presente o sindicato patronal (Semesp)

Esse é um ótimo exemplo de como todo o pacote de ataques de Temer vem para precarizar diversos âmbitos de nossas vidas, cortando direitos trabalhistas, retirando nossa aposentadoria e um monte de planos de demissão voluntária, para recontratar, ou contratar novos empregados nos moldes atuais das leis do trabalho, com maiores cargas horárias, menores salários e nenhum direito.




Tópicos relacionados

Universidades Privadas   /    Educação   /    Universidade   /    Educação

Comentários

Comentar