Mundo Operário

APOIO INTERNACIONAL A PARALISAÇÃO DE ENTREGADORES

Fábricas sob controle operário na Argentina apoiam a paralisação dos entregadores

Trabalhadores de fábricas sem patrões na Argentina, como Zanon e MadyGraf (ex-Donnelley), apoiaram a paralisação internacional dos entregadores que ocorre hoje naquele país, no Brasil, Guatemala, México, Chile, Costa Rica e Equador.

quarta-feira 1º de julho| Edição do dia

Imagem: Reprodução/ Instagram

Os trabalhadores e as trabalhadoras da empresa Madygraf [gráfica argentina que funciona sob controle operário] passaram a produzir álcool em gel e máscaras, cumprindo um importante papel em meio a pandemia. Agora prestam sua solidariedade a paralisação internacional dos trabalhadores de aplicativo:

También han llamado a solidarizarse trabajadores de fábricas recuperadas de Argentina, como los trabajadores de Zanon y los MadyGraf (ex-Donnelley

).

Os entregadores no Brasil vêm de alguns anos começando a se organizar, com uma série de paralisações por empresa e por cidade, mas o cenário da pandemia, que mostrou o papel essencial destes trabalhadores e os colocou em exposição e exploração extrema, acirrou os ânimos na categoria, que resolveu articular pela base uma grande paralisação nacional. A paralisação é construída por centenas de entregadores independentes, pelo coletivo Treta no Trampo, pelos Entregadores Antifascistas, e apoiada e construída por diversos setores como nós do Esquerda Diário.

Nós do Esquerda Diário estamos impulsionando uma campanha de solidariedade à greve nacionalmente, em todas as categorias que alcançamos, com medidas como campanha de fotos e nos metroviários de SP sendo parte de uma articulação para um indicativo de greve da categoria para o dia 1 de julho contra os diversos ataques que vem sofrendo de Doria. Tentamos contribuir em distintas categorias para a classe trabalhadora atuar com um só punho. Somos uma só classe e uma só luta. Tanto no Brasil quanto internacionalmente.

Essa articulação com entregadores da Argentina pode trazer também para o Brasil importantes elementos avançados do movimento de entregadores de lá, como as experiências de auto-organização em base ao método de assembleias, onde debatem e votam as mobilizações, ações e o programa e métodos do movimento democraticamente. Essas fábricas sob controle operário são grandes exemplos do que a classe trabalhadora é capaz.




Tópicos relacionados

Entregadores   /    Greve   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar