Política

ELEIÇÕES 2018

FHC admite amargurado naufrágio de PSDB e Alckmin: “Se as pessoas não querem, fazer o que?”

domingo 7 de outubro| Edição do dia

Após votar na manhã desse domingo em colégio em Higienópolis, bairro nobre da capital paulista, o ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso conversou rapidamente com a imprensa. Sobre a candidatura de Geraldo Alckmin, do PSDB, ele afirmou: "Eu não sou operador político. Vocês sabem o que eu acho, o que eu penso. Se as pessoas não querem, vou fazer o quê?".

Ele disse que é necessário combater os "extremismos", mas, cinicamente, em meio a uma eleição completamente manipulada pelo judiciário, declarou que é importante manter o funcionamento "normal" da democracia: "O importante é que a democracia está funcionando. Ganhou, ganhou, perdeu, perdeu."

Ainda, numa postura típica do elitismo arrogante do tucanato, afirmou que é necessário "explicar" ao povo o que é "democrático": "Você precisa explicar ao povo do que se trata [o processo democrático]. Se você não explicar ao povo, o Congresso dá as cartas e aí é uma dificuldade", declarou FHC. "Gente que não é democrata está cheio pra todo lado, mas eu não acredito [que este discurso prevalecerá]."

Acompanhe durante todo o dia a cobertura eleitoral do Esquerda Diário e a partir das 17h live com nossos analistas políticos no Facebook e Twitter.




Tópicos relacionados

Eleições 2018   /    PSDB   /    FHC   /    Alckmin   /    Política

Comentários

Comentar