Política

TUDO EM CASA

Ex-ministro de Temer, Geddel vendeu avião ao grupo J&F

quinta-feira 5 de outubro| Edição do dia

O ex-ministro de Temer, Geddel Vieira Lima (PMDB), vendeu um avião ao grupo J&F de Joesley e Wesley Batista no ano de 2012, quando o peemedebista tinha um cargo na Caixa Econômica Federal responsável por liberar empréstimos a empresas. Segundo investigação da Polícia Federal e do Ministério Público, entre 2011 e 2013 o ex-ministro liberava empréstimos em troca de propina em benefício de empresas nas quais está incluída a JBS do grupo J&F.

Geddel atuava como braço direito político de Temer, até ser preso preventivamente em 8 de Setembro após ter sido encontrado o valor de R$ 51 milhões em um apartamento que havia sido emprestado a ele.

O avião que foi comprado por R$ 210 mil em 2003 por Geddel da empresa de tecnologia da informação Politec, foi revendido à J&F por R$700 mil. O valor pago pelo ex-ministro para compra estaria muito abaixo do mercado. A Politec tem histórico de denúncias por irregularidades em contratos com políticos.

Em entrevista à Folha de São Paulo em 2009, Geddel afirmou que o avião teria sido doado por seu pai, sem mencionar a Politec. Na ocasião havia sido descoberto que o piloto de seu avião particular era funcionário de gabinete de um deputado do mesmo grupo político.

Após a compra do avião em 2012 pela J&F, no ano seguinte, em Janeiro de 2013 o avião foi vendido por R$ 651 mil a uma empresa chamada Rodopa Alimentos. Quatro meses antes desta venda por preço mais baixo, Sérgio Longo, ex-diretor da JBS, havia comprado a Rodopa. No ano seguinte o CADE permitiu que fábricas da Rodopa fossem arrendadas pela JBS, então a aeronave voltou a ser propriedade da J&F através da JBS. Até que em 2016 a J&F vendeu o avião para outra empresa chamada Vegas Construtora.

Geddel além fazer negócios e liberar empréstimos a grandes empresários tendo cargos públicos, como representante político, também tem seus próprios negócios privados com algumas das mesmas empresas. Dono de fazendas na Bahia, Geddel é fornecedor de gados a frigorífico da JBS. As investigações sugerem, assim, que as políticas do Estado e uso de verbas públicas são definidas segundo interesses privados dos grandes capitalistas.




Tópicos relacionados

JBS   /    Geddel   /    Política

Comentários

Comentar