Estudo mostra que 400 mil seguidores de Bolsonaro no Twitter são robôs

quinta-feira 5 de julho| Edição do dia

De acordo com um levantamento recente do instituto InternetLab, que analisou os seguidores dos candidatos à presidência no Twitter, 33% dos perfis de seguidores de Bolsonaro (PSL) são perfis falsos.

Os chamados bots são programados para interagir e fazer volume nos perfis dos candidatos. Uma prática que busca “criar” seguidores de suas ideias, como as de Bolsonaro, e influenciar as eleições de 2018.

O candidato com maior quantidade de seguidores robôs é o senador Alvaro Dias (Podemos), com 60% de seus quase 410 mil seguidores sendo robôs. Colado com o senador, em segundo lugar, está o tucano paulista, Geraldo Alckmin, com 45,8% de perfis falsos.

A pesquisa aponta que o alto número de robôs seguindo candidatos podem significar a compra de bots para influenciar as eleições, o que é proibido no Twitter e por lei. Porém, mesmo assim, o Brasil é um dos países que mais utiliza desse mecanismo.




Tópicos relacionados

Eleições 2018   /    Bolsonaro

Comentários

Comentar