Sociedade

COVID-19 E BOLSONARISMO

Estudo aponta relação direta entre letalidade do vírus e apoio de Bolsonaro nas cidades

Um estudo realizado pelas Universidades da Carolina do Norte, nos EUA, e de Bocconi, na Itália, concluiu que a propagação da Covid-19 é maior nas cidades brasileiras onde Bolsonaro tem mais apoio. O estudo utilizou dados de cidades que, entre 8 e 26 de março, já tinham pelo menos um caso confirmado da doença, bem como os resultados eleitorais de 2018. Ao todo, foram analisados 255 municípios.

terça-feira 5 de maio| Edição do dia

No dia 15 de março, ocorreram manifestações de apoiadores do presidente contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF), das quais o próprio Bolsonaro participou, cumprimentando apoiadores e tirando selfies. Nos municípios em que tais atos ocorreram, a taxa de contaminação aumentou 24,7% a mais que naqueles onde não ocorreram. Mas, nas cidades em que Bolsonaro obteve a maioria dos votos, esse aumento foi de 43,3%.

Além disso, a taxa de contaminação também teve um aumento em cidades nas quais, embora não tenha havido manifestações, Bolsonaro teve muitos votos em 2018, o que evidencia como as atitudes negacionistas do presidente, que vão na contramão de todas as evidências científicas, contribuem para diminuir a adesão ao isolamento social e, assim, aumentar o número de mortes causadas pelo coronavírus. Até a data das manifestações, não haviam diferenças significativas entre os municípios nos quais a votação de Bolsonaro foi maior ou menor.

O estudo também utilizou o PIB de cada município para ponderar os dados daqueles que fazem, comparativamente, mais testes, ainda ínfimos em relação ao necessário, e os que fazem menos testes. O Brasil é o país da subnotificação, com estudos apontando que o número real de casos da Covid-19 pode ser até quinze vezes maior que os números oficiais! Tratando a pandemia como “gripezinha” e “histeria”, Bolsonaro não apenas se recusa a tomar as mais mínimas medidas de contenção da doença, como a testagem massiva da população, mas também age ativamente para aumentar a propagação do vírus.




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Governo Bolsonaro   /    Jair Bolsonaro   /    Sociedade

Comentários

Comentar