UNICAMP

Estudantes tiram fotos em apoio aos terceirizados demitidos na Unicamp

Estudantes da Unicamp realizaram essa terça, 1, um ato em frente a reitoria contra os cortes de bolsas SAE e durante a ação tiraram fotos em apoio aos terceirizados demitidos sem salários e direitos em plena pandemia pelas empresas Strategic e Alternativa, e também exigindo um posicionamento do reitor sobre essa situação.

Faísca Unicamp

FaiscaUnicamp

terça-feira 1º de setembro| Edição do dia

Hoje, dia 1°, bolsistas e demais estudantes organizam ato diante da reitoria da Unicamp denunciando a nova deliberação da CEPE, que estabelece critérios meritocráticos e novas exigências que limitam a concessão de bolsas aos estudantes. O reitor diz defender a universidade contra o PL 529 de Doria e o negacionismo de Bolsonaro, mas faz isso permitindo demissões de terceirizados e atacando a permanência.

Durante o ato, nós da Juventude Faísca impulsionamos uma campanha de fotos em apoio aos terceirizados, exigindo que a Strategic e Alternativa, empresas privadas que estão no campus oferecendo serviços de segurança e limpeza, paguem os funcionários que demitiram em plena pandemia sem direitos como FGTS, INSS e com salários atrasados. Além disso, também exigiram que o reitor se pronuncie sobre as demissões.

Knobel disse e continuar a dizer que é um grande defensor da universidade pública. Mas é impossível defendê-la demitindo trabalhadores terceirizados, colocando famílias na rua em plena pandemia, e cortando bolsas dos estudantes.

Veja a campanha de fotos:

Estudantes em apoio aos terceirizados demitidos na Unicamp

No ato que está ocorrendo em frente à reitoria contra a...

Publicado por Faísca Unicamp em Terça-feira, 1 de setembro de 2020

Nós, do Esquerda Diário, reivindicamos unificar fortemente a força dos estudantes com a dos trabalhadores vítimas dessas empresas caloteiras que sempre ofereceram baixíssimos salários e condições precárias de trabalho, inclusive na pandemia, sem oferecer sequer testes, álcool em gel, e demais EPIs para os trabalhadores. A unidade que precisamos é de terceirizados e efetivos, empregados e desempregados, e a juventude trabalhadora em conjunto, organizados, para barrar as demissões, o calote das empresas privadas, cortes de bolsas SAE e o PL de Dória!




Tópicos relacionados

Trabalhadores Terceirizados   /    Unificar juventude e classe trabalhadora   /    Juventude    /    Demissões   /    Unicamp

Comentários

Comentar